nsc
dc

Amor em tempos de pandemia

Dia dos Namorados representa recomeço para casal de SC com casamento adiado na pandemia

Ariane Bogo da Cunha e Rubens José Babel Junior já adiaram o casamento duas vezes

12/06/2021 - 06h00

Compartilhe

Marina
Por Marina Martini Lopes
casamento adiado
O pedido de casamento foi feito em 8 de junho de 2019, há dois anos
(Foto: )

Ariane Bogo da Cunha e Rubens José Babel Junior adiaram o casamento em função da pandemia. Duas vezes. O pedido de casamento foi feito em 8 de junho de 2019, há dois anos. A primeira data prevista para a cerimônia era 12 de setembro de 2020, mas, com a pandemia de coronavírus, já em maio do ano passado o casal alterou o dia, para 1º de maio de 2021, quando se acreditava que a situação sanitária mundial já seria bem diferente. Não foi o que aconteceu, e o casamento sofreu novo adiamento, agora para 13 de novembro deste ano.

O casal mora juntos em Rio do Sul. Ariane é analista de qualidade em uma empresa, e Rubens é bombeiro militar. Os dois estão juntos há quatro anos.

> Saiba como receber notícias do NSC Total no WhatsApp

– Nos conhecemos por meio de uma rede social. Conversamos por uns dois meses, mais ou menos, e depois nos encontramos pessoalmente. Logo depois disso começamos a namorar. Como ele sempre é muito parceiro pra tudo, começamos a sair bastante juntos, e logo ele já conheceu meus pais e começou a frequentar minha casa. Fomos morar juntos pouco antes da primeira data marcada para o casamento – conta Ariane.

O adiamento acabou causando algumas situações inusitadas – como uma viagem anteriormente não programada, para Gramado (RS), em companhia de alguns dos padrinhos do casamento. Rubens diz que os dois brincavam, durante a viagem, que estavam em lua de mel – embora a lua de mel mesmo esteja programada para Cartagena, na Colômbia, e mantida para quando o casamento finalmente acontecer de fato.

Rubens afirma que, da nova data, o casamento não deve passar: ele e Ariane têm planos de engravidar, e, assim, não querem mais adiar a união
Rubens afirma que, da nova data, o casamento não deve passar: ele e Ariane têm planos de engravidar, e, assim, não querem mais adiar a união
(Foto: )

– Foi bem tranquilo com os fornecedores para adiar. Todos entenderam e nos deram o maior apoio. É chato adiar, ter que avisar todos os convidados e tudo mais. Mas ficamos bem tranquilos: estamos com nossa família bem de saúde, não perdemos ninguém, e é isso que importa. Queremos ter uma festa com muita gente e poder abraçar muito todos os nossos amigos e familiares – relata Ariane.

– Nossa maior preocupação era nossos pais estarem vacinados. Agora, felizmente, eles já estão. Eu também já estou, por ser bombeiro, e até lá a grande maioria dos nossos convidados também estarão vacinados. A gente já mora junto, e se ama. O resto, estamos levando numa boa. E a nova data ainda coincidiu com um feriado – comenta Rubens.

> Linha do tempo do amor: veja curiosidades e fatos marcantes da história dos relacionamentos afetivos

> Dia dos namorados e isolamento social: nem sempre o amor e o contato físico andaram juntos

O noivo conta que os convidados estão ansiosos, pois quando o casal mandou mensagens com o "save the date", muitos responderam com frases como "Agora vai", "Esse casamento tem que sair" e "Não perco esse casamento por nada".

No feriado de Corpus Christi, o casal viajou novamente a Gramado (RS), onde faria uma sessão de fotos para o casamento. Mas a pandemia interferiu novamente: o marido da fotógrafa responsável teve uma reação forte à vacina contra a covid-19, recém aplicada; e a nora da fotógrafa contraiu coronavírus. A sessão de fotos foi cancelada, mas Ariane e Rubens não se deixaram abalar: com as reservas já feitas, mantiveram a viagem, e se divertiram mesmo assim, registrando eles mesmos o passeio em diversas imagens.

> 10 filmes de romance na Netflix

Mas Rubens afirma que, da nova data, o casamento não deve passar: ele e Ariane têm planos de engravidar, e, assim, não querem mais adiar a união:

– Já decidimos que vamos casar em novembro, seja com os nossos 379 convidados, ou somente nós dois e o padre – conclui o noivo, aos risos.

Colunistas