nsc
nsc

Reflexos na economia

Diminuindo impactos da pandemia: Saiba quais foram as ações da Viacredi no período

Presidente do Conselho de Administração da Viacredi fala sobre a importância do cooperativismo para remediar os impactos do coronavírus nas cidades em que atua

30/06/2021 - 16h05 - Atualizada em: 30/06/2021 - 16h06

Compartilhe

Estúdio
Por Estúdio NSC
Sérgio Cadore
Presidente do Conselho de Administração da Viacredi, Sérgio Cadore
(Foto: )

*Por Sérgio Cadore, presidente do Conselho de Administração da Viacredi

O cooperativismo é movido por um antigo lema: “Um por todos e todos por um”. A frase original do romance de Alexandre Dumas, os Três Mosqueteiros, correu o mundo e encontrou um novo significado no século XXI. Na vida real, a máxima “unus pro omnibus, omnes pro uno” sustenta um movimento que acredita na capacidade de impulsionar uma mudança no mundo contando com o amparo e apoio de uma comunidade.

> Conselho Municipal de Direitos LGBT+ tem o desafio de minimizar os impactos negativos da pandemia

É esse sentimento de pertencimento e segurança que a Viacredi busca transmitir aos cooperados. Nos últimos meses, não faltaram desafios de todos os âmbitos a serem enfrentados, mas as ações realizadas pela cooperativa para enfrentar as consequências da pandemia são motivo de orgulho. O objetivo sempre foi fazer com que os cooperados e cidades que contam com a atuação da Viacredi sofressem os menores impactos possíveis.

De março de 2020 para cá, vários movimentos foram realizados. No que diz respeito à operação da cooperativa, todos os esforços para manter o relacionamento próximo aos cooperados foram adotados. Mais do que nunca, a individualidade de cada associado foi levada em consideração e, por isso, só em 2020, mais de 180 mil foram beneficiados com a concessão de R$ 5,2 bilhões em crédito.

Além disso, ainda contribuímos mantendo recursos na comunidade local. Com o fornecimento de produtos e serviços da cooperativa, manteve-se na economia regional aproximadamente R$ 897 milhões em 2020, estimulando a criação e manutenção dos negócios, e amenizando os impactos econômicos da pandemia.

> Das empresas ativas no Brasil, 21% foram abertas durante a pandemia

Por meio dos postos de atendimento e canais digitais, outras ações ainda tornaram-se relevantes. Destaco, por exemplo, a participação nas Assembleias de Grupo de Cooperados que gerou a doação R$ 403 mil a mais de 20 entidades ligadas à saúde da nossa área de atuação. Mais de 80 toneladas de alimentos foram às entidades municipais somando outras iniciativas capitaneadas pela Viacredi.

Sérgio Cardore reconhece as ações da cooperativa e tem orgulho de seus frutos.
Sérgio Cardore reconhece as ações da cooperativa e tem orgulho de seus frutos.
(Foto: )

Ainda, mais de 49 mil empreendedores cooperados tiveram acesso a programas de conhecimento para manter e evoluir seus negócios por meio do Progrid, que teve seu catálogo ampliado durante a pandemia. Em parceria com o Sebrae e Sesi, iniciativas como o Coopera Empreendedor (de mentorias para negócios) e o Curso de Desenvolvimento para Pessoas com Deficiência também foram transferidos para o ambiente online.

Também apoiamos ferramentas de auxílio ao ingresso dos empreendedores ao ambiente digital e de telemedicina. Ouvimos ideias e trabalhamos para disseminar informações sempre pensando que, juntos, temos a capacidade e a resiliência necessárias para passar por esse período desafiador.

A frase “Um por todos e todos por um” sempre foi um lema. Ao olhar para tudo o que os mais de 690 mil cooperados e os 1,7 mil colaboradores da Viacredi fizeram nos últimos meses para cada um dos cidadãos, ela fez mais sentido do que nunca.

Saiba mais sobre as ações da Viacredi no site.

Leia também

Dibea amplia visitação de interessados em adotar um animalzinho

Nova loja agropecuária em Araranguá oferece consultoria gratuita para produtores rurais

E-sports movimentam mercado e podem faturar até US$ 200 bilhões em 2023

Colunistas