nsc

De olho no mercado

Diretor do JEC diz que clube segue avaliando novos reforços

Leonardo Roesler conversou com a CBN Joinville nesta terça-feira, avaliou desempenho da equipe na Série D e confirmou conversas com o Avaí

07/09/2021 - 12h35 - Atualizada em: 07/09/2021 - 12h39

Compartilhe

Jota
Por Jota Deschamps
Diretor de futebol do JEC, Leonardo Roesler, diz que elenco ainda não está fechado.
Diretor de futebol do JEC, Leonardo Roesler, diz que elenco ainda não está fechado.
(Foto: )

O Joinville continua se preparando dentro de campo para o início dos mata-matas da Série D do Campeonato Brasileiro e, fora das quatro linhas, a diretoria continua avaliando possibilidades de reforçar o elenco para a fase final da competição. O prazo para inscrições de novos atletas termina no dia 10 de setembro e, segundo o diretor de futebol do clube, Leonardo Roesler, o JEC não descarta novas negociações. Em entrevista à CBN Joinville nesta terça-feira (07), o dirigente destacou que o elenco não está totalmente fechado.

— Não gosto de fechar as possibilidades. Penso que cada oportunidade que nós tenhamos pra jogar a barra de performance lá em cima nós temos que fazer, dentro das limitações financeiras do clube — apontou. 

O diretor tricolor disse que apesar do prazo apertado, reuniões constantes com a comissão técnica são realizadas para avaliação do elenco e também avaliação de necessidades de novas peças. O JEC volta a campo no sábado (11), no estádio Moça Bonita no Rio de Janeiro, para o primeiro confronto da segunda fase da Série D contra o Bangu. O jogo da volta será no dia 18, na Arena Joinville. 

Em busca do acesso para garantir calendário na próxima temporada, o clube sabe a importância de passar pelo Bangu para seguir vivo na disputa. Apesar da classificação em primeiro lugar do grupo na primeira fase, Leonardo Roesler destacou que o trabalho interno é feito "com os pés no chão". O JEC precisa chegar até a fase semifinal, ou seja, passar por três confrontos eliminatórios para garantir vaga na Série C. Segundo Leonardo Roelser, apesar da realidade financeira difícil, o clube vai oferecer incentivos extras ao elenco, o popular "bicho", para avançar por cada etapa da Série D.

— É importante que o torcedor fique ciente que as condições financeiras do Joinville estão longe de serem ideais [...]. Mas o nosso planejamento é fazer premiações escalonadas dependendo de cada objetivo — destacou. 

> Secretário de Saúde prevê volta do público aos estádios em SC em outubro

> Setor interditado da Arena Joinville não tem previsão de liberação

Durante a entrevista, o dirigente ainda confirmou as sondagens do Avaí no seu trabalho. O clube da capital estava em busca de um novo diretor de futebol após a saída de Marco Aurélio Cunha. Segundo Roesler, o foco está em cumprir o projeto iniciado no Joinvillle. 

— De fato a gente chegou a conversar, mas o foco tem que estar no campo e 100% para os objetivos aqui do clube — comentou. 

Leonardo Roesler também falou sobre o assédio ao técnico Leandro Zago, à jogadores do elenco tricolor, projetou o duelo contra o Bangu e ainda falou sobre a situação do atacante Rafinha, atleta do Joinville que foi emprestado ao The Strongest-BOL e se recupera de múltiplas lesões no joelho. 

Abaixo você confere a íntegra da entrevista do diretor de futebol do JEC ao CBN Mais, com Jota Deschamps. O programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, das 11h ao meio-dia.

Colunistas