nsc
hora_de_sc

Repercussão

DJ Ivis: famosos se manifestam e declaram apoio a Pamella Holanda

Vídeos divulgados neste domingo (11) mostram o DJ Ivis empurrando e chutando a ex-mulher

12/07/2021 - 09h55

Compartilhe

Folhapress
Por Folhapress
Pamella Holanda
Pamella Holanda publicou neste domingo os vídeos que mostram as agressões
(Foto: )

Famosos e políticos foram às redes sociais se manifestar sobre os vídeos que mostram o DJ Ivis agredindo a ex-mulher, Pamella Holanda, e declarar apoio à influencer, que divulgou as cenas neste domingo (11). "Por nenhuma mulher a mais silenciada, a violência não deve nem pode nos calar. Não existe justificativa. Todo o meu apoio a Pamella e repúdio às cenas e atos de horror do DJ Ivis. Violência contra mulher é crime", disse Juliette, campeã do BBB 21.

> Saiba como receber notícias do NSC Total no WhatsApp

"Não justifique o injustificável", afirmou a atriz Giovanna Lancellotti, em um recado para o DJ. "Não existem justificativas ou argumentos que diminuam as provas e a existência do crime cometido. É inaceitável, intragável e brutal", opinou a cantora Marília Mendonça.

A cantora Solange Almeida, ex-Aviões do Forró, divulgou um vídeo orientando as mulheres vítimas da violência a procurarem ajuda. "Amor com violência é doença", disse. "Tenha consciência do ciclo da violência: primeiro vem a tensão, depois a agressão, depois a desculpa, em quarto a calmaria e em quinto a nova agressão. Em outras palavras, ele não vai mudar". A cantora contou que já sofreu violência doméstica e denunciou. "Não é fácil denunciar, mas é preciso. Briga de marido e mulher se mete a colher, sim", completou.

> Luciano Szafir tem melhora e não precisa mais de ventilação mecânica

DJ Ivis já foi tecladista e produtor da banda Aviões do Forró e depois participou da reconstrução da carreira do líder do grupo, Xand Avião. Xand, sócio da empresa Vybbe, também se manifestou e disse que não admite nenhum tipo de violência. "Não tem explicação", afirmou. Segundo ele, a Vybbe vai ajudar Pamella e a filha no que for preciso. Ele afirmou que não há como seguir trabalhando com DJ Ivis. Para a apresentadora Eliana, posicionamentos como o de Xand são importantes nos casos de violência doméstica. "Que a justiça seja feita", pediu.

Lideranças políticas falaram sobre o caso e pediram providências contra a violência a que são submetidas as mulheres. A vereadora Mônica Benício (PSOL-RJ), por exemplo, reforçou que é importante denunciar e combater a lógica machista e cruel. "Pamella, você não está sozinha", afirmou. "As imagens, que não recomendo que ninguém veja, são chocantes e não deixam dúvidas da violência praticada", escreveu a vereadora Erika Hilton (PSOL-SP).

> Claudia Rodrigues é internada após passar mal e sentir confusão mental

Segundo o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, o governo federal recebeu 105.671 denúncias de violência contra a mulher em 2020. Desse total, 75.753 denúncias diziam respeito à violência doméstica e familiar. Entre as principais estavam ameaça ou coação, constrangimento, agressão e tortura psíquica.

Leia mais:

> Cantor fala sobre resultado da cirurgia de aumento de pênis: "Fiquei impressionado"

> Pixar, 35 anos: conheça a história da companhia e relembre seus filmes mais famosos

> Põe na Lista: HBO Max e Star+ no Brasil; estreias de Loki e Luca; série de Entrevista com o Vampiro; e mais

Colunistas