O consumo de proteína animal é algo que divide opiniões. Mesmo sendo muito comum na culinária mundial, muita gente prefere não consumir carne por razões que vão desde religiosas até eticamente pessoais, como o bem-estar animal. Assim, muitos mitos cercam os alimentos com essa origem. Dentre eles, o de que a carne apodrece no estômago. Continue a leitura para saber como realmente acontece a digestão da carne.

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do Hora no Google Notícias

A carne bovina apodrece no estômago?

A resposta curta é não. Inclusive, não se sabe de onde surgiu esse mito. De acordo com o Dr. Ken Berry, em seu canal no YouTube, isso não passa de uma especulação. O processo de digestão tem várias etapas, o que nem sequer permite que a carne fique alojada neste órgão humano.

Mas então como acontece a digestão da carne?

Assim como todos os outros alimentos, a digestão da carne já começa na boca, com a mastigação e a salivação. Em seguida, o pedaço de carne vai direto para o estômago que, segundo o Dr. Berry é um dos  mais ácidos entre os mamíferos, com o PH entre 1,5 e 2. A partir daí, várias enzimas como a pepsina começam a agir e quebrar os pedaços de carne em partes menores.

Continua depois da publicidade

Tudo isso antes mesmo de chegar ao intestino. Já o Dr. Renato Riccio aponta que no intestino delgado, por outro lado, é onde os nutrientes são extraídos. De forma geral, é nessa parte do sistema digestório que as proteínas são quebradas em aminoácidos e as gorduras da carne viram ácidos graxos, conforme o Dr. Riccio. Portanto, o processo de digestão é completo, não ficando nada para apodrecer ali. 

Existem alimentos que apodrecem no estômago?

Não exatamente, segundo o Dr. Mark Pochapin, do New York Presbyterian Hospital, em entrevista ao New York Times, nenhum alimento verdadeiramente apodrece no estômago. Por conta da presença de componentes como o ácido hidroclórico, pouquíssimas bactérias sobrevivem lá. E para algo apodrecer é necessária uma ação bacteriana.

Porém, o Dr. Renato Riccio aponta que as fibras de algumas plantas são compostos que o nosso organismo não consegue digerir, mas isso não é ruim. Segundo ele, o nutriente viaja por todo o cólon e lá é fermentado por bactérias boas. Assim, a fibra é transformada em nutrientes fundamentais para o sistema digestório, como os ácidos graxos de cadeia curta.

Continua depois da publicidade

Leia também

Os 3 sanduíches mais diferentes ao redor do mundo

Saiba do que é feita a água tônica

O que o consumo de Whey Protein faz no seu organismo

Destaques do NSC Total