nsc
santa

LUTO NA EDUCAÇÃO

"Ela fez até máscara para os alunos", lamenta amiga de servidora que morreu com Covid

Marli de Souza tinha 42 anos e era servidora da educação em Navegantes e Itajaí

06/04/2021 - 15h04 - Atualizada em: 06/04/2021 - 15h06

Compartilhe

Fernanda
Por Fernanda Mueller
Marli estava internada desde o dia 16 de março com Covid-19
Marli estava internada desde o dia 16 de março com Covid-19
(Foto: )

A morte da servidora da Educação de Itajaí e Navegantes Marli de Souza, 42 anos, vítima de Covid no último domingo (4) comoveu Itajaí e Navegantes. Amigas e colegas de profissão prestaram homenagens à professora e desabafaram sobre o risco que os educadores enfrentam durante a pandemia.

> Receba todas as notícias de Itajaí e região no seu WhatsApp. Clique aqui.

Amiga próxima de Marli, a professora Márcia Wolff, 41 anos, conta que mesmo com a dificuldade em cumprir o distanciamento social, trabalhando com crianças, Marli se cuidava ao máximo dentro e fora da escola. A professora atuava no Centro Municipal de Educação Infantil Professora Laci Ana de Borba Cesário, em Navegantes, e era Agente em Atividades de Educação em Itajaí. 

— Na última vez que nos vimos, a gente estava em um ambiente que tinha mais pessoas e eu baixei a máscara e ela disse 'Márcia, coloca a máscara', eu falei 'ah eu já peguei, não vou pegar'. E ela: 'mas eu não peguei, se eu pegar eu posso morrer'. Isso me dói, porque ela era uma pessoa extremamente cuidadosa. Ela fez até máscara para os alunos dela. A Marli não era uma pessoa que não estava preocupada com o que estava acontecendo. Ela tinha muita consciência — relata a amiga. 

Emocionada ao lembrar da preocupação da amiga em contrair a doença, Márcia relata as dificuldades em cumprir as regras de seguranças nas escolas. Com 16 anos de profissão, ela conta que, ao mesmo tempo em que ama o seu trabalho, é difícil conviver com o risco durante a pandemia e fica assustada em ver seus colegas perdendo a vida. 

— A gente não consegue cumprir o documento que a gente recebeu que é o PlanCon [Plano de Contingência]. Porque lá diz que tem que ter distanciamento e mais uma série de coisas que você não consegue cumprir porque são crianças. Como tu vai dizer para uma criança chorando que tu não pode pegar ela no colo? — declara a professora. 

Veja o desabafo da professora:

Marli estava internada desde o dia 16 de março com Covid-19. No domingo (4), ela teve uma parada cardiorrespiratória e não resistiu à doença. A professora foi a quinta vítima do coronavírus na Educação de Navegantes.

Leia também:

Quase 1,5 mil pessoas faltaram na vacinação contra a Covid-19 em Blumenau

"Meu filho está tonto de fome": queda nas doações de comida impacta nas comunidades pobres de SC

Painel do Coronavírus: veja a evolução da pandemia em SC

Colunistas