nsc
santa

Nova disputa

Eleição municipal fora de época em Petrolândia terá auditoria inédita

Procedimento será realizado no dia 12 de junho, um dia antes do pleito

04/06/2021 - 13h06 - Atualizada em: 04/06/2021 - 13h26

Compartilhe

Clarissa
Por Clarissa Battistella
Eleições em Petrolândia, no Alto Vale do Itajaí, serão em 13 de junho de 2021
Eleições em Petrolândia, no Alto Vale do Itajaí, serão em 13 de junho de 2021
(Foto: )

As duas urnas eletrônicas necessárias para as eleições fora de época que vão ocorrer em Petrolândia, no Alto Vale do Itajaí, no próximo 13 de junho, serão sorteadas um dia antes do pleito e passarão por auditoria de uma comissão formada por juízes catarinenses e advogados da Ordem de Advogados do Brasil (OAB). Essa será a primeira vez que o procedimento ocorre em eleições municipais suplementares no país.

> Receba notícias de Blumenau e região pelo WhatsApp

> Casal é flagrado fazendo sexo na Praia Brava em Itajaí à luz do dia

A cidade com pouco mais de 5 mil eleitores precisa escolher os novos prefeito e vice-prefeito, porque a chapa escolhida para governar o município nas eleições de 2020 teve o registro de candidatura negado pela Justiça Eleitoral.

Rogério Domingos (PP) e Selmo Klauberg (PSD) venceram a disputa em novembro do ano passado com 2.327 votos, mas a chapa concorreu sem apresentar o documento que comprovaria a inexistência de processos contra os candidatos no Tribunal de Justiça, dentro do prazo estabelecido pela legislação.

Poderão votar nas eleições suplementares apenas os eleitores com situação regular no Cadastro Eleitoral e com domicílio no município até 13 de janeiro deste ano, conforme estabelecido na Resolução n. 8029/2021. A votação ocorrerá das 7h às 17h.

Auditoria

O procedimento, segundo o Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC), ocorre às 15h do dia 12 de junho e deve conferir a autenticidade e a integridade dos sistemas instalados e o funcionamento dos leitores biométricos, para garantir mais transparência ao processo eleitoral. 

A comissão de auditoria é composta pelo juiz do TRE-SC Marcelo Pons Meirelles, pelo procurador regional eleitoral André Stefani Bertuol, pelo presidente da OAB de Rio do Sul, Fábio Soar, e pelos servidores Gonsalo Ribeiro e Willian dos Santos. Também haverá a presença de observadores internacionais, que acompanharão as eleições em Petrolândia.

Essa é a primeira vez que a auditoria em urnas eletrônicas ocorre no país em eleições suplementares. Segundo o TRE-SC, esse procedimento é normalmente feito em todas as eleições regulares, mas nunca havia ocorrido fora de época.

Os observadores internacionais estarão na cidade de 9 a 13 de junho, segundo havia antecipado o colunista Ânderson Silva, para comprovar a lisura do processo eleitoral que passa por uma série de ataques no mundo. 

Três chapas disputam a prefeitura

Sem a opção de Domingos e Klauberg, outras três chapas disputam o comando da prefeitura de Petrolândia até 2024. Veja quais são:

- Podemos (PODE): Edson Silva Padilha e Amarildo Custodio. 

- Movimento Democrático Brasileiro (MDB): Angela Adriana Krindges da Mota e Jair Marinho Neto 

- Coligação “Por Nossa Terra, Por Nossa Gente” (PP/PSD): Irone Duarte e Egon Weber.

Leia também

Motorista embriagado bate carro em Indaial e dorme após acidente até a chegada da polícia

Vacinação contra a Covid-19 em Blumenau chega a novos grupos; veja quem terá direito

Fala de Juliana Paes sobre "bolsominion” e “delírios comunistas” vira polêmica entre famosos

Colunistas