nsc
dc

Justiça

Eleição OAB/SC 2021: confira a entrevista com a candidata Claudia Prudêncio

Votação ocorre nesta quinta-feira (25), com quatro chapas concorrendo à disputa

23/11/2021 - 12h56

Compartilhe

Fernanda
Por Fernanda Mueller
Claudia Prudêncio, 45 anos, é candidata pela Chapa 4
Claudia Prudêncio, 45 anos, é candidata pela Chapa 4
(Foto: )

A primeira eleição online da OAB em SC ocorre nesta quinta-feira (25). Quatro chapas concorrem à disputa para comandar a organização nos próximos três anos, de 2022 a 2024: Hélio Brasil (Chapa 1), Vivian De Gann (Chapa 2), Gabriel Kazapi (Chapa 3) e Claudia Prudêncio (Chapa 4). Confira todos os detalhes sobre a votação.

Confira a entrevista do DC com a advogada Claudia Prudêncio, 45 anos, candidata pela Chapa 4.

> Eleição da OAB em SC ocorre nesta semana; conheça os candidatos

- Qual a sua estratégia para dar assistência aos advogados com menor condição em começo de carreira?

Um dos primeiros atos da nossa gestão será conceder o desconto de 50% na anuidade para a Jovem Advocacia durante todos os 5 primeiros anos de inscrição, sem qualquer tipo de escalonamento. Também vamos ampliar o Programa Meu Primeiro Honorário, já iniciado na atual gestão, que é composto por uma série de ações de capacitação, mentoria, acesso a banco de oportunidades profissionais e até auxílio financeiro.

- A atual gestão passou a fazer votação para a Escolha do Quinto Constitucional. Esse é o melhor caminho?

Com certeza! Antes, a escolha da lista sêxtupla era realizada somente pelo Conselho Estadual da OAB/SC, um colegiado com cerca de 50 integrantes. Hoje, através do voto direto, a palavra final é de cada um dos mais de 40 mil advogados e advogadas de Santa Catarina. 

Com isso, nós empoderamos a Advocacia e afastamos qualquer tipo de interferência externa no processo de escolha. Essa foi uma das inúmeras ações da nossa gestão que marcaram história na OAB/SC. Queremos seguir trabalhando, entregando resultados e transformando a Advocacia Catarinense!

- Como você pretende trabalhar a relação com o Judiciário e a advocacia dativa?

Da mesma forma que tem sido feita nesta gestão sob a liderança do presidente Rafael Horn. Uma relação e interlocução altamente respeitosa e produtiva que garantiu avanços históricos para a Advocacia Dativa. Antes, o advogado e a advogada não sabiam quem era nomeado e nem quando os honorários seriam pagos. 

Hoje, com o Sistema AJG implantado em nossa gestão, há maior transparência nas nomeações, os pagamentos foram regularizados (a Advocacia não precisa mais ajuizar ação para receber), R$ 100 milhões foram pagos e houve reajuste de 50% dos honorários dativos. Para a próxima gestão, nossa meta é TRIPLICAR a Tabela de Honorários Dativos e regulamentar o sistema de rodízio nas nomeações.

- A OAB sempre teve papel social forte de fiscalização do Estado. Como você pretende fiscalizar o Estado e acompanhar os assuntos que impactam os catarinenses?

A OAB/SC, na atual gestão, participou de dois processos de impeachment em nível estadual e teve atuação impecável. Garantiu o devido processo legal e as prerrogativas do advogado, porém, sem adentrar na esfera político-partidária. Essa atuação apartidária e independente da OAB de Santa Catarina é fundamental e um exemplo que deveria ser seguido pela OAB Nacional. 

Também destaco nossa atuação durante a pandemia em defesa da Sociedade com a fiscalização de compras públicas, a criação do Observatório da Vacinação e a isenção de ICMS para importação de insumos relacionados à Covid-19, que foi solicitada pela OAB/SC e acatada pelo Governo de SC. Vamos nos aproximar cada vez mais da Sociedade e aprofundar essa linha de atuação que se mostrou vencedora.

> Receba as principais informações de Santa Catarina pelo WhatsApp

Sobre Claudia Prudêncio

Claudia Prudêncio é advogada especialista em Direito Societário e Empresarial, em Florianópolis, é professora de ensino superior e pós-graduação e presidente da Caixa de Assistência dos Advogados de Santa Catarina (CAASC). Com mais de 20 anos de atuação na OAB, já foi conselheira estadual, membro da Comissão Nacional da Mulher Advogada, coordenadora-geral das comissões, corregedora-geral do Tribunal de Ética e Disciplina e secretária-geral adjunta da OAB/SC.

Leia também

Eleição da OAB em SC tem bastidores agitados e trocas de farpas

Processada por livro sobre o Judiciário, advogada de SC entra na disputa para ser desembargadora

Lei Mariana Ferrer é sancionada por Bolsonaro

Colunistas