nsc
an

História de empatia

Empresa de Jaraguá do Sul recria roupa fora de estoque para menino autista

Pai procurou empresa atrás de uma peça igual para comprar, já que a criança não aceita usar outra camiseta

30/04/2021 - 06h00 - Atualizada em: 30/04/2021 - 09h43

Compartilhe

Cláudia
Por Cláudia Morriesen
Pedrinho com a camiseta verde nova
Pedrinho feliz com a camiseta verde nova
(Foto: )

Uma camiseta verde, cinza e branca virou sinônimo de empatia para uma família do Paraná após uma ação de uma malharia de Jaraguá do Sul. A situação durante o mês de abril, quando Cleverson de Paula pesquisou pela marca na internet atrás de uma solução: o filho dele, Pedro Henrique, de cinco anos, não queria usar nenhuma outra camiseta a não ser a produzida pela malharia. 

> Receba notícias de Joinville e do Norte de SC por WhatsApp

Pedrinho, como a família chama o menino, recebeu o laudo do transtorno do espectro autista há cerca de um ano e meio. Por isso, a família entendia que não era por uma simples birra que ele recusava-se a vestir outras roupas — entre as pessoas dentro do espectro é comum o apego demasiado a determinados objetos ou roupas.

— Foram várias tentativas de colocar outra [camiseta], mas sem sucesso. A solução foi enrolar ele no banho mais tempo para conseguir lavar, torcer bem e secar em um aquecedor até que ele pudesse sair do banho e "contemplar a sua blusa verde" (palavras dele) — explicou Cleverson de Paula.

> Vacinação da Covid em SC: locais, fases de aplicação, idades e tudo sobre

A situação continuava por três semanas seguidas, sem que Pedrinho quisesse usar outra camiseta nem mesmo para dormir. Foi quando Cleverson teve a ideia de tentar comprar outra peça diretamente com a empresa, para que, pelo menos, houvesse sempre uma camiseta disponível enquanto a outra era lavada. 

Mas a notícia que a empresa tinha não era nada boa: o modelo não estava mais sendo fabricado e nem havia mais em estoque. Ele poderia escolher outras peças da nova coleção para adquirir. Foi quando Cleverson explicou a situação e, sensibilizados, os colaboradores se mobilizaram para produzir novamente a peça, exatamente do jeito da camiseta preferida de Pedro. 

Família com criança no colo usando camiseta verde
Família de Pedrinho recebendo os presentes da empresa
(Foto: )

Por via das dúvidas, em vez de apenas uma peça "curinga", foram produzidas 30 camisetas, em diferentes tamanhos, para acompanhá-lo durante toda a infância. No envio, foram ainda brinquedos, outras roupas e um presente para o irmão mais velho de Pedrinho.

Veja fotos

Presentes que Pedrinho recebeu
Presentes que Pedrinho recebeu
(Foto: )
Camiseta verde
A camiseta que Pedrinho ama e recebeu várias versões
(Foto: )
Pedrinho com os presentes que recebeu
Pedrinho com os presentes que recebeu
(Foto: )

Leia também

> Tradicional cervejaria desiste de Oktoberfest Blumenau; veja motivos

> Gasolina vai subir 6 centavos em SC a partir de maio, projeta sindicato

> Incêndio destrói tradicional rancho de pesca em Florianópolis

Colunistas