nsc
    dc

    Fenômeno natural

    Epagri alerta para riscos de maré seca em todo o litoral de SC

    Fenômeno poderá causar encalhe de embarcações e ampliar a faixa de areia nas praias

    24/11/2020 - 10h44 - Atualizada em: 24/11/2020 - 10h48

    Compartilhe

    Carolina
    Por Carolina Fernandes
    Maré_Seca
    Situação pode ser mais crítica no Sul do estado
    (Foto: )

    Toda a costa catarinense sofrerá com a ocorrência de maré seca de terça-feira (24) até sexta-feira (27), segundo o alerta feito pela Epagri. A persistência do vento norte e nordeste associado com a alta pressão, favorece o afastamento das águas da costa. Como o fenômeno amplia a faixa de areia nas praias, isso pode prejudicar a saída e entrada de embarcações e causar encalhes.

    > Saiba como receber notícias do NSC Total no WhatsApp

    — Os pescadores vão ter que escolher períodos de maré mais alta para sair ou entrar no mar. Devem ficar de olho na tábua de marés para tomar a melhor decisão — afirma Argeu Vanz, oceonógrafo Epagri.

    Segundo o oceanógrafo, a situação deve ser mais crítica na região Sul do estado, já que a amplitude de marés nestas regiões já é menor e com o fenômeno deve ficar mais acentuada. Para ele, a maré seca deve aparecer mais vezes no estado até o final deste anos e no início de 2021.

    — Está tudo dentro do normal. Nesta época do ano temos muita predominância do vento nordeste e esse vento é fundamental para causar a maré baixa. Vamos ter um pouco mais deste fenômeno no verão, porque geralmente esse é o tipo caracteristico da estação. Ele desencadeia um fenômeno oceanográfico que faz com que as águas se afastem da costa. 

    Maré_Baixa_Itapoá
    Maior amplitude de maré pode ajudar os pescadores
    (Foto: )
    Maré_Baixa_Laguna
    Nos pontos ao Sul do estado a maré seca pode ser mais crítica
    (Foto: )

    Tipos de Maré

    Todos os dias o oceano sofre influências naturais e as consequências desses acontecimentos na costa são chamadas de marés. Elas são alterações cíclicas do nível da água causadas por diferentes fenômenos como, por exemplo, a rotação da Terra combinada com as forças gravitacionais entre a Lua e o Sol sobre o campo gravitacional do planeta. Em Santa Catarina a Maré Astronômica e a Maré Meteorológica são as mais comuns. 

    A Maré Astronômica, como o nome sugere, é caracterizada pela interferência da atração gravitacional exercida pela Lua e pelo Sol sobre a Terra. Desta forma, as águas sofrem movimentos verticais do ritmo de subida e descida da água a cada seis horas aproximadamente. Já a Maré Meteorológica é influenciada principalmente pela força do vento paralelo à costa. Ela pode aumentar ou diminuir a altura das cristas da maré astronômica 

    Há três eventos menos habituais no Estado, como: o barômetro invertido, Wind set-up e set-down e a maré de tempestade. 

    Confira no vídeo quais são os principais tipos de marés:

    Leia Mais:

    > Temperaturas em elevação em Santa Catarina

    > Rússia diz que sua vacina é 95% eficaz e vai custar a metade do preço das concorrentes

    > Volta às aulas: entenda a situação em Santa Catarina

    Colunistas