nsc
dc

Educação

Escola de SC passa a cantar hino da Venezuela para acolher alunos imigrantes

Unidade conta com 34 estudantes estrangeiros

31/05/2022 - 12h41 - Atualizada em: 31/05/2022 - 13h16

Compartilhe

Catarina
Por Catarina Duarte
Atividade ocorreu pela primeira vez na segunda-feira (30)
Atividade ocorreu pela primeira vez na segunda-feira (30)
(Foto: )

A escola Santo André, em Capivari de Baixo, no Sul catarinense, incorporou o canto do hino da Venezuela como atividade oficial. A ação, segundo a direção da unidade, foi adotada para acolher os 34 estudantes do país vizinho que estudam no colégio.

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Na segunda-feira (30), os estudantes cantaram pela primeira vez o hino “Gloria al Bravo Pueblo”, atividade que deve se repetir pelo menos uma vez por mês. Na escola, os alunos cantam o hino do Brasil e do município todas as segundas-feiras.

— É uma forma de integrar os alunos que se sentem muito acuados. Eles adoraram a atividade e até se emocionaram — conta a diretora da escola Cláudia da Rosa Nascimento Lopes.

Além do hino, uma estudante venezuelana leu um poema em espanhol para os colegas. O texto foi traduzido pela diretora após a leitura.

A unidade não conta com aulas de espanhol e os estrangeiros enfrentam dificuldades em entender o português. A atividade do hino foi incorporada à rotina para tentar, segundo a diretora, quebrar essa barreira e tornar a cultura venezuelana mais presente no dia dos alunos.

A unidade atende 240 estudantes do ensino infantil até o nono ano do fundamental — crianças de 4 a 14 anos.

Leia também 

"Escola como espaço vital" e "direito dos pais": o que especialistas de SC pensam sobre ensino domiciliar

Bolsa Estudante será pago nesta sexta-feira a 57 mil alunos em SC

Taxa de abandono escolar dobra e aprovação cai em SC em 2021, mostra Inep

Colunistas