nsc
    dc

    SEGUNDA ONDA

    Espanha decreta emergência para conter coronavírus e Itália fecha escolas e academias

    Espanha adota toque de recolher para conter segunda onda do coronavírus; Itália terá serviços de restaurantes e bares delivery

    25/10/2020 - 16h57 - Atualizada em: 25/10/2020 - 17h00

    Compartilhe

    Clarissa
    Por Clarissa Battistella
    Na Europa, medidas drásticas foram tomadas mais uma vez
    Na Europa, países voltam a restringir atividades
    (Foto: )

    A Espanha decretou estado de emergência e a Itália determinou fechar escolas e academias para conter uma nova onda do coronavírus. Os anúncios ocorreram neste domingo (25), depois que o número de casos voltou a subir subitamente na Europa. 

    > Deputado bolsonarista pede que Daniela "rasgue" decretos de Moisés contra o coronavírus

    Conforme informações do o G1, o segundo decreto de estado de emergência na Espanha foi anunciado pelo primeiro-ministro, Pedro Sánchez, e inclui confinamento noturno em todo o território das 23h às 6h - exceto nas Ilhas Canárias -, pelos próximos seis meses. O mesmo decreto dá permissão para que as regiões determinem o fechamento do comércio e a proibição de reuniões com mais de seis pessoas. 

    Nesse sábado (24), o país registrou 231 novas mortes por complicações da doença, o número mais alto em quase seis meses, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). 

    Na última quarta-feira (21), a Espanha também ultrapassou a marca de um milhão de casos de covid-19. As autoridades temem o colapso do sistema hospitalar, mais uma vez.

     ​> Receba notícias sua região por WhatsApp. Clique aqui e saiba como

    > Painel do Coronavírus: saiba como foi o avanço da pandemia em SC

    Já na Itália, onde foram notificadas cerca de 20 mil infecções em 24 horas, as medidas ordenam o fechamento de academias, o retorno de aulas virtuais para o ensino médico e permite aos bares e restaurantes somente serviços delivery a partir da próxima semana. As restrições foram divulgadas pelo premiê Giuseppe Conte. O país não pretender retomar um lockdown, mas quer controlar a transmissão pelo menos até dezembro.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Saúde

    Colunistas