O Centro de Educação Infantil Cantinho Bom Pastor, de Blumenau, alvo de ataque na manhã desta quarta-feira (5), publicou uma nota de pesar sobre a tragédia que vitimou quatro crianças e deixou outras cinco feridas.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de SC por WhatsApp

“Vou honrar a memória do meu filho todos os dias”, diz pai de menino morto em Blumenau

No texto, a creche solidarizou-se com as famílias das vítimas e demais pais, com profissionais que atuam na instituição e amigos. Para a instituição de ensino, o “bem mais sagrado”, que é a integridade das crianças, foi atingido.

“Estamos desolados com a tragédia ocorrida no dia de hoje em nosso ambiente escolar, sofrendo terrivelmente e sentindo as dores que afeta cada criança, familiar e amigo. Ainda estamos tentando entender o ocorrido, que atinge o que nos é mais sagrado: a integridade das nossas crianças, que sempre foram aqui recebidas com amor e carinho”, cita a nota.

Continua depois da publicidade

A Cantinho Bom Pastor ainda se colocou à disposição para esclarecimentos e informou que irá “trabalhar incessantemente” com as autoridades para apurar a motivação do crime e também exigir “as mais duras punições legais aos envolvidos”. E, por fim, agradeceu a solidariedade e a assistência das polícias, bombeiros, governos e demais autoridades.

O que se sabe sobre o ataque

A creche foi invadida por volta das 9h por um homem de 25 anos. Segundo a Polícia Militar, ele teria chegado em uma moto, pulou o muro e atacou com uma machadinha as crianças que estavam em um parque que fica aos fundos da unidade. Após o ataque, o responsável entregou-se no Batalhão da Polícia Militar e foi preso.

O fato ocorreu no Centro de Educação Infantil Cantinho Bom Pastor, localizado na Rua dos Caçadores, bairro Velha. Uma quinta criança estaria em estado grave e outras quatro também tiveram ferimentos e foram encaminhadas ao Hospital Santo Antônio. A unidade de saúde confirmou que recebeu os pequenos “de três a cinco anos”.

As crianças assassinadas durante o ataque foram identificadas como Bernardo Cunha Machado, de 5 anos, Bernardo Pabst da Cunha, 4, Larissa Maia Roldo, 7 e Enzo Marchesin Barbosa, 4.

Continua depois da publicidade

Por conta desta tragédia, a prefeitura de Blumenau decidiu cancelar as aulas nesta quarta (5) e quinta-feira (6). Na sexta-feira, por ser feriado, já não haveria dia letivo. A Secretaria de Educação deve se reunir à tarde para definir sobre a continuidade das aulas na próxima semana. Além disso, o município decretou luto oficial de 30 dias.

Leia também

Mãe de criança relata desespero em creche após tragédia em Blumenau: “Me joguei no chão”

Blumenau cancela aulas na rede municipal após ataque em creche

Professora trancou bebês no banheiro ao saber de ataque com quatro mortos em Blumenau

Destaques do NSC Total