Foram dois anos de dedicação no curso preparatório para fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). É o que conta Maria Laura Santin Klein, de 20 anos, natural da cidade de Chapecó, no Oeste de Santa Catarina. Ela foi a única catarinense a atingir a nota mil na prova, que abordou o tema “Desafios para o enfrentamento da invisibilidade do trabalho de cuidado realizado pela mulher no Brasil”.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Com o sonho de cursar Medicina, a jovem estudava entre 8h a 10h por dia e conta como funcionava a sua rotina. Em entrevista ao NSC Total, ela relembra como tudo aconteceu.

Foi com certeza o ano que mais estudei de todos, variando de 8h a 10h por dia. Acabei tendo que ceder muitas coisas da vida pra focar no que realmente queria. Saia às 7h da manhã de casa e passava o dia todo no cursinho. Mas não chegava a ir pra aula, preferia estudar na sala de estudos sozinha diz a estudante.

Continua depois da publicidade

Durante todo o ano, Maria se preparou bastante para se manter tranquila no dia da prova e não deixar o nervosismo tomar conta. Para isso, ela escrevia duas redações por semana, e costumava fica atenta às correções.

Analisava tudo o que errava para não insistir nos erros, sempre voltava e revia o que tinha escrito, mantendo uma constância. Acho que esse é o segredo, constância afirma.

De acordo com o números divulgados pelo Ministério da Educação (MEC) nesta terça-feira (16), em todo o Brasil, apenas 60 pessoas chegaram à nota máxima na redação. Em Santa Catarina, só uma. E essa informação foi vista por Maria antes mesmo de consultar sua própria nota.

Eu tinha visto que tinha uma tabela com apenas uma redação com mil em Santa Catarina. Então desanimei, pensei que essa nota não seria minha, quais as chances? Aí eu vi a nota e é muito doido, nunca tinha sentido isso antes, até agora não caiu a ficha conta Maria.

Continua depois da publicidade

A jovem que já passou nos vestibulares de Medicina do Centro Universitário Campo Real, Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc), Universidade de Passo Fundo (UPF), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e Unicentro, na verdade tem o sonho de usar sua nota para sair do Estado.

Cursar medicina é meu sonho, mas meu grande objetivo é estudar na Universidade Federal do Paraná (UFPR). Sei que sou de Chapecó, só que meu sonho é estudar em Curitiba, é lá que estou mirando disse.

Leia também

Aeroportos de SC terão ao menos 48 voos extras no Carnaval 2024; veja cidades

Tremor, pavor e corre-corre: como foi o momento do rompimento de viga em prédio de Florianópolis

Destaques do NSC Total