nsc

Pisou na bola

'Eu errei', diz Leco sobre partir pra cima de árbitro na final do Estadual de futsal

Capitão do Jaraguá comentou própria reação após expulsão no clássico contra o JEC Futsal na Arena Jaraguá e chamou de 'papelão'

20/12/2021 - 06h42 - Atualizada em: 20/12/2021 - 06h46

Compartilhe

Jota
Por Jota Deschamps
Leco partiu descontrolado para cima da árbitro Juliano Vinícius Ramos.
Leco partiu descontrolado para cima da árbitro Juliano Vinícius Ramos.
(Foto: )

Passado o calor do primeiro jogo do clássico Jaraguá x JEC/Krona Futsal, que vai decidir o campeão Catarinense de 2021, o fixo Leco, capitão do Jaraguá, reconheceu que agiu mal no lance em que foi expulso da partida. O camisa 8 do time jaraguaense admitiu à NSC que não esperava o cartão vermelho e não gostaria de ter feito o que chamou de "papelão". A partida terminou com goleada para o Jaraguá, que está em vantagem na decisão. Vale lembrar que atualmente Leco é presidente da Associação Brasileira dos Atletas de Futsal (Abafs), entidade que cobra mais profissionalização, respeito e diálogo dentro da modalidade. 

> ​Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

— Eu errei, não deveria ter agido daquela forma. Me descontrolei, foi muito acintosa minha reclamação, tava completamente errado. Não condiz com a minha história fazer um papelão daquele — comentou.

Era o segundo tempo do jogo e o placar já era favorável ao Jaraguá, que vencia por 3x0. Leco deu uma forte entrada próximo a linha lateral em Evandro, ala do JEC/Krona, que caiu e se chocou com uma cadeira do banco de reservas. A partir dali uma confusão tomou conta da quadra de jogo, com jogadores dos dois times indo para cima uns dos outros. Leco tomou o cartão vermelho pela entrada e foi para cima do árbitro Juliano Vinícius Ramos (veja a sequência abaixo).

Segundo o atleta, em nenhum momento xingou ou atacou o árbitro, mas ficou repetindo "você errou, você errou". Leco diz que o contexto de chegar com um time de menor investimento a uma decisão e com chances reais do título contra o Joinville o fez perder a cabeça quando viu a cor do cartão. Sobre a falta que originou toda essa confusão, o fixo comentou que avalia como uma entrada forte em Evandro e passível, no máximo, de um cartão amarelo. 

— Me pegou desprevenido. Eu não espera ser expulso [...]. A entrada foi, sim, forte, admito, mas no meu julgamento foi pra amarelo — apontou. 

O camisa 8 disse que errou o tempo de bola e por isso acabou atingindo o adversário. Com a expulsão, Leco está fora do jogo da volta da decisão, em Joinville. Ainda de acordo com o jogador, após a partida e com a cabeça mais fria, ele foi até o vestiário dos árbitros para se desculpar pelo "destempero". 

JEC/Krona e Jaraguá Futsal voltam a se enfrentar nesta terça-feira (21), às 19h no Centreventos Cau Hansen. O JEC precisa vencer no tempo normal para forçar a prorrogação. E no tempo-extra não há vantagem para nenhuma equipe, quem vencer é campeão e se empatar é pênalti. Já o Jaraguá pode até empatar no tempo normal que fica com o caneco.

Assista, abaixo, a sequência da falta cometida por Leco e depois a reclamação para cima da arbitragem. (Imagens: Federação Catarinense de Futsal)

Colunistas