nsc
dc

Feminicídio

Ex-policial de SC que matou companheira no dia do aniversário é julgado nesta quinta

Crime aconteceu em 2013 em Capinzal, no Oeste de SC

30/09/2021 - 10h42

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
Rosilene Cassuba foi assassinada no dia 25 de junho de 2013
Rosilene Cassuba foi assassinada no dia 25 de junho de 2013
(Foto: )

O ex-policial civil que confessou ter estrangulado e matado a esposa em Capinzal, no Oeste catarinense, será julgado nesta quinta-feira (30). O crime aconteceu em 2013 e o acusado responde em liberdade.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

O julgamento de Israel Fernandes Toigo, 54 anos, começou às 9h, no no plenário da Câmara de Vereadores de Capinzal e é presidido pela juíza Mônica Fracari.

Ao g1 SC, a defesa do réu afirmou que ele não teve a intenção de matar a vítima.

— Ele foi vítima durante muitos anos de agressão, vítima de ciúme psicótico, tanto que está demonstrado nos autos. Um dia ele perdeu totalmente o controle e acabou tentando segurá-la para que não pudesse mais bater nele e utilizou excesso de força — disse o advogado Éber Marcelo Bündchen.

Relembre o caso

Rosilene Cassuba foi morta em 25 de junho de 2013, no dia do aniversário. Ela foi encontrada morta dentro da casa em que morava. Foi Israel quem chamou a polícia e disse ter encontrado a vítima caída em um cômodo da residência.

Uma perícia concluiu que não houve arrombamento na casa. Ela apresentava marcas de estrangulamento. Um dia depois, o policial confessou o crime, segundo a Polícia CIvil.

Leia também

'Paixão mórbida' motivou assassinato de Ana Kemilli na Serra de SC, revela polícia; suspeito é preso

Separação dos pais teria motivado morte de criança de cinco anos em Guaramirim

Vídeo mostra suspeito de assassinar ex-namorada grávida em Lages correndo após o crime

Colunistas