A 18ª edição do Festival Internacional de Música de Santa Catarina (Femusc) começa neste domingo (8) em Jaraguá do Sul e se estende até o próximo dia 28. Serão mais de 200 espetáculos gratuitos, sendo um show de abertura em homenagem a três importantes compositores da Música Popular Brasileira (MPB), além de três grandes óperas durante a programação.

Continua depois da publicidade

Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

A noite de abertura começa às 20h30, com a apresentação comemorativa aos três músicos que completariam datas especiais em 2023: Waldir Azevedo (100 anos), Vinícius de Moraes (110 anos) e Ary Barroso (120 anos). A entrada para o show é livre, assim como os demais espetáculos, mas é necessário retirar o ingresso antecipadamente. Além disso, haverá transmissão ao vivo pelo canal do Femusc no YouTube.

O Femusc é considerado o maior festival-escola da América Latina e reunirá mais de 800 músicos do Brasil e outros 32 países. Serão ainda 86 professores, sendo 40 estrangeiros, que se deslocam até Jaraguá do Sul para compartilhar o conhecimento e multiplicar as experiências com os alunos. Entre os destaques da edição, de acordo com a organização, estão o maestro Roberto Duarte, o violinista Simon Bernardini e o instrumentalista Renato Borghetti.

– Não existe nada como o Femusc. Ele vai além da música. É um projeto humanitário – destaca o maestro Alex Klein, um dos principais oboístas da atualidade, ganhador do “Grammy” na música erudita, e idealizador do festival.

Continua depois da publicidade

Três grandes óperas durante a programação

A edição deste ano terá a novidade de apresentar três grandes óperas com importantes nomes do cenário nacional e internacional. A primeira será a encenação da obra “A Paixão Segundo São Mateus”, de J.S. Bach, em 13 de janeiro. Considerada uma das maiores obras sacras da história, ela foi escrita em 1727 para ser apresentada na Sexta-Feira Santa na Igreja de Leipzig, na Alemanha.

O espetáculo terá direção de cena da cantora soprano dramático, atriz e professora Céline Imbert de Figueiredo e participação de Jabez Lima (Evangelista Matheus); Alvarenga Diniz (Jesus); Lorena Millar (Maria Madalena); Yunuen Flores (Maria). O programa conta ainda com as participações do Coral e da Orquestra Barroca do FEMUSC e do coral infantil do Femusckinho.

Já em 20 de janeiro, o público poderá assistir a Ópera “As verdades de Orfeu”, com música de Claudio Monteverdi e Cristoph Willibald Gluck. Serão apresentadas duas versões, sendo uma do ano de 1600. O espetáculo terá direção de cena da mezzo-soprano argentina Raquel Winnica Young e Luis Antonio Gonzalez na direção musical.

A terceira ópera será “Hansel & Gretel”, do compositor alemão Engelbert Humperdinck e promete agradar adultos e crianças em 27 de janeiro. Inspirada no célebre conto de fadas dos Irmãos Grimm, ela detalha a famosa história de João e Maria. O espetáculo terá direção de Harry Silverstein, que vem dos EUA ao Femusc exclusivamente para a produção. A direção musical é de André Santos.

Continua depois da publicidade

Para levar três espetáculos profissionais para o público, em um curto período de tempo, o Femusc ainda conta com uma equipe profissional especializada, com figurinistas, cenógrafos, tradutores, técnicos, iluminadores, pianistas co-repetidores, além de uma estrutura preparada para grandes produções.

Leia também:

Femusc reúne mais de 1,2 mil alunos e 200 apresentações em janeiro em Jaraguá do Sul

Quem é coronel Arlene, nova comandante regional da PM de Jaraguá do Sul

São Francisco do Sul comemora aniversário de 519 anos de descoberta

Destaques do NSC Total