O Festival Internacional de Música de Santa Catarina (Femusc) promete emocionar com momentos de esperança no palco do Grande Teatro da SCAR, em Jaraguá do Sul, na noite de segunda-feira, dia 16, com o Concerto das Nações. Duas profissionais russas e uma ucraniana se apresentarão juntas para marcar a paz entre os povos dos dois países, envolvidos em uma guerra desde fevereiro de 2022.

Continua depois da publicidade

Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

O Concerto das Nações já é uma atração tradicional do maior festival-escola da América Latina em que os selecionados apresentam o país natal por meio de um espetáculo. Serão espetáculos de representantes de nações da América do Sul e Central, mas a novidade será mesmo a reunião das três musicistas no palco.

Segundo o diretor executivo do evento, Fenisio Pires Junior, os selecionados para o concerto foram definidos em setembro. Foi quando a organização percebeu que duas alunas russas e uma ucraniana haviam passado no processo, e decidiu perguntar se ficariam à vontade para se apresentarem juntas.

– Por ser um concerto em um festival internacional, elas aceitaram e vão cantar uma música em russo, de um compositor polonês, com arranjos de um ucraniano. A ideia é mostrar que a música une os povos – explica o diretor.

Continua depois da publicidade

O espetáculo será apresentado pela soprano Anastasia Pogorelova, a pianista Kristina Meiukhina e a oboísta Aglaia Golubeva. As três nunca fizeram um espetáculo juntas e subirão ao palco especialmente para a ocasião.

Uma curiosidade sobre a apresentação é que os instrumentos usados no concerto são emprestados do Conservatório Tchaikovsky, administrado pelo governo russo. Além disso, Fenisio afirma que o público ainda pode esperar mais surpresas durante o espetáculo, que também terá transmissão ao vivo pela internet.

– Durante a participação especial com as três no palco vai acontecer mais alguma coisa, uma surpresa. E creio que isso vai dar pauta internacional – complementa.

apresentação no femusc em jaraguá do sul
Serão mais de 200 apresentações gratuitas durante o Femusc (Foto: We Art)

Mais de 200 apresentações e 1,2 mil alunos inscritos

O Femusc teve início no último dia 8 e se estende até 28 de janeiro em Jaraguá do Sul. Ao todo, são mais de 1,2 mil alunos inscritos, do Brasil e de outros 32 países, que farão mais de 200 apresentações gratuitas durante as três semanas de evento. O festival-escola reúne ainda 86 professores, sendo 40 estrangeiros.

Continua depois da publicidade

O diretor executivo do Femusc afirma que o evento começa a tomar maior proporção a partir deste domingo, dia 15, quando novos participantes chegam ao Norte do Estado. Até o momento, a média era de 150 alunos, músicos e professores. No entanto, outros 750 devem se unir ao festival até o início da semana.

A edição deste ano conta com uma novidade: a apresentação de três grandes óperas com importantes nomes do cenário nacional e internacional. A primeira foi a obra “A Paixão Segundo São Mateus”, de J.S.Bach, encenada na última sexta-feira.

Na próxima sexta-feira, dia 20, o público poderá assistir a ópera “As verdades de Orfeu”. Serão apresentadas duas versões, sendo uma do ano de 1600. O espetáculo terá direção de cena da mezzo-soprano argentina Raquel Winnica Young e Luis Antonio Gonzalez na direção musical.

A terceira ópera será “Hansel & Gretel”, do compositor alemão Engelbert Humperdinck, em 27 de janeiro. Inspirada no conto de fadas dos Irmãos Grimm, ela detalha a famosa história de João e Maria. O espetáculo terá direção de Harry Silverstein, que vem dos EUA ao Femusc exclusivamente para a produção. A direção musical é de André Santos.

Continua depois da publicidade

Leia também:

Ópera, música clássica e MPB: o que assistir de graça no Femusc neste fim de semana

Femusc começa com show em homenagem a três grandes compositores da MPB, em Jaraguá do Sul

Femusc reúne mais de 1,2 mil alunos e 200 apresentações em janeiro em Jaraguá do Sul

Destaques do NSC Total