nsc
dc

DUPLO FEMINICÍDIO

Filho é suspeito de matar mãe e irmã em Lages, na Serra catarinense

Crime ocorreu na noite de quarta-feira (30). Homem é procurado pela polícia

31/12/2020 - 12h39 - Atualizada em: 31/12/2020 - 13h18

Compartilhe

Clarissa
Por Clarissa Battistella
Polícia investiga o que motivou o duplo feminicídio
Polícia investiga o que motivou o duplo feminicídio
(Foto: )

Um homem de 31 anos é suspeito de assassinar a própria mãe e a irmã na noite de quarta-feira (30), em Lages, na Serra catarinense. Os corpos foram encontrados na manhã desta quinta (31), por familiares. As informações foram confirmadas pela Polícia Civil.

O duplo feminicídio ocorreu na casa das vítimas, na José Berlin, bairro Universitário. Terezinha do Carmo de Avila Baccin, de 62 anos e Priscila de Avila Baccin, de 36 anos, foram mortas a facadas. O suspeito morava na mesma casa e teria fugido com o carro da família, pouco depois do crime.

Segundo o delegado David de Oliveira Girardi, a família desconfiou que algo tinha acontecido, porque a filha não apareceu no posto de combustível onde trabalhava pela manhã. Depois disso, uma tia foi até a casa e encontrou os corpos. 

A polícia foi acionada e faz buscas pelo principal suspeito, que teria histórico de esquizofrenia. A investigação ainda tenta confirmar a motivação do crime. 

Até o dia 28 de dezembro, a Secretaria de Estado Segurança Pública divulgava 56 feminicídios. Com um caso registrado em Brusque no dia 30 e agora mais dois assassinatos de mulheres em razão de gênero ou no âmbito familiar, o Estado chega a 59 crimes, superando os 58 que haviam ocorrido no ano passado.

Leia também

Homem confessa ter matado ex-companheira em Jaraguá do Sul na noite de Natal

Mulher é mantida em cárcere privado por quatro meses em Campo Alegre

Colunistas