nsc
an

Investigação

Homem confessa ter matado ex-companheira em Jaraguá do Sul na noite de Natal

Segundo Polícia Civil, a motivação e as circunstâncias do crime ainda precisam ser esclarecidas

28/12/2020 - 16h14 - Atualizada em: 28/12/2020 - 16h23

Compartilhe

Hassan
Por Hassan Farias
Thalia Ferraz
Thalia Ferraz foi assassinada na frente de familiares na noite de quinta (24) em Jaraguá do Sul
(Foto: )

O suspeito de matar uma jovem de 23 anos na noite de Natal em Jaraguá do Sul confessou o crime em depoimento à polícia nesta segunda-feira (28). O delegado regional Fabiano Silveira informou que a motivação e as circunstância do crime ainda precisam ser esclarecidas ao longo da investigação.

> Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui

Thalia Ferraz tinha 23 anos e foi assassinada na frente de familiares por volta das 23h30 do último dia 24. O ex-companheiro, de 42 anos, é o principal suspeito de cometer o feminicídio e era considerado foragido até se apresentar à polícia nesta segunda-feira.

— Ele confessou o crime, ter dado os disparos que mataram a vítima. Ele deu a versão dele sobre a motivação e as circunstância, agora precisamos confrontar com os demais elementos no decorrer da investigação — explica o delegado.

> Jovem recebeu mensagem do ex minutos antes: 'gosta de surpresa?'

O prazo para entrega do inquérito é de 30 dias. A arma usada no crime foi encontrada na tarde desta segunda-feira em uma área de mata, onde o suspeito teria deixado após o crime. O homem se dispôs a colaborar na investigação e orientou os policiais até o local.

Casal teria terminado no dia anterior

O delegado Fabiano Silveira explica que Thalia e o suspeito se conheceram há cerca de quatro meses e passaram a morar junto há um mês. O fim do relacionamento teria acontecido no dia anterior ao crime. Não houve nenhum registro na polícia de ameaça ou qualquer crime sofrido por ela ao longo deste período. 

> Mulher e criança morrem após carro cair em rio no Planalto Norte de SC

— Existem algumas informações, e isso está em apuração no inquérito policial, com relação a alguma ameaça que ela teria sofrido na data anterior. Existem algumas imagens que circularam nas redes sociais que nós juntamos ao inquérito policial e isso é objetivo de apuração também, assim como outras informações — explica o delegado.

Escondido no Paraná

Segundo o delegado, o suspeito afirmou que se escondeu na área de mata a cerca de três quilômetros de casa após o crime. Ele permaneceu no local até a manhã seguinte, quando pegou um carro e foi para o Paraná, na região onde nasceu, entre os municípios de Canta Galo, Goioxim e Laranjeiras do Sul.

> Mulher morre durante incêndio em casa em Balneário Barra do Sul

Os policiais já monitoravam a região, mas não tinham a localização exata do suspeito. Ele entrou em contato com o advogado e decidiu se entregar à Polícia Civil no início desta semana.

Segundo Fabiano, o homem é empresário em Jaraguá do Sul e não tem antecedentes criminais. Ele tem um registro de ameaça em 2015.

Leia mais

> Joinville registra alagamentos por causa da chuva neste domingo

> Câmara de Joinville deverá ter CPI do Mathias em 2021

> IPTU 2021 em Joinville: prazo para desconto e como consultar valor

Colunistas