nsc
    dc

    Tecnologia

    Fintech de Blumenau ajuda pequenos negócios a organizar as finanças

    Pequenos e micro negócios podem usar o app no controle financeiro, organização e centralização de boletos em uma única plataforma

    22/08/2020 - 12h00

    Compartilhe

    Por Fabrício Vitorino
    debito-direto-app-blumenau
    O aplicativo foi desenvolvido
    (Foto: )

    A Débito Direto, startup blumenauense, criou uma plataforma gratuita (via web ou aplicativo) para ajudar os pequenos e micro negócios a acertar as contas. Micro e pequenas empresas, com uma média de 20 funcionários e até R$ 500 mil de faturamento mensal, podem usar a Débito Direto no controle financeiro, na organização e centralização de boletos em uma única plataforma.

    > Conheça tecnologias de Santa Catarina que atuam na luta contra a Covid-19

    É possível adicionar e somar boletos, gerar uma fatura única e escolher uma opção de pagamento: antecipado, com prazo de 20 dias, ou no cartão de crédito, em até 10 vezes. Toda a operação é integrada com os bancos para a cobrança por boleto e cartão, e para o pagamento das contas dos clientes.

    Todos dados pessoais, e da empresa, são validados no Serasa e na Receita Federal, para garantir a veracidade, e seguem também todas as orientações da Lei Geral de Proteção de Dados. Grande solução, feita em Santa Catarina, para empresários, que estão passando por maus bocados em tempos de pandemia. 

    Startup conecta pessoas que queiram dividir o aluguel

    Boa dica para quem quer alugar um imóvel: a startup Divid e a imobiliária Brognoli se juntaram para criar uma plataforma que conecta pessoas que não conseguiriam pagar o aluguel sozinhas. A Divid utiliza de inteligência artificial para e ajudar nos “matches”: já foram mais de 1,6 mil imóveis anunciados na plataforma, mais de 800 usuários cadastrados e 500 negócios fechados.

    A tecnologia também permite que as imobiliárias ofereçam aos clientes uma formalização que protege todas as partes envolvidas, evitando problemas para locatários e proprietários. A construção da plataforma envolveu a Associação Catarinense de Tecnologia (Acate), a imobiliária Brognoli, a Divid, e fomentou parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e a Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), que gerou uma versão da plataforma para ajudar os alunos a encontrar onde morar.

    Delegacia Virtual da Mulher: resposta

    Semana passada, publiquei aqui que a área do site da Polícia Civil para mulheres denunciarem agressões tinha um caminho complicado demais. A delegada Patrícia D’Ávila, que coordena as Delegacias de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso de SC, entrou em contato para agradecer o feedback da coluna e informar que a página já está sendo revisto.

    delegacia-da-mulher-novo
    A partir do selo rosa no site da Polícia Civil de SC, as vítimas podem fazer as denúncias
    (Foto: )

    Assim, vai ficar muito mais fácil – e claro – para as vítimas de violência denunciarem os agressores. Basta ir ao site da Polícia Civil de Santa Catarina e procurar o selinho rosa.

    Mapa Cultural SC volta ao ar e pede recadastramento 

    O MapaCulturalSC está no ar, com uma versão atualizada para o sistema de dados do próprio governo de Santa Catarina. Iniciativa da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), o Mapa agora está com uma campanha de recadastramento. Assim, agentes, espaços, projetos e eventos cadastrados anteriormente deverão ser recadastrados na nova plataforma.

    > Entenda como funciona a Lei Aldir Blanc de socorro aos artistas e espaços culturais

    Para isso, é necessário criar um login, uma senha e preencher os campos solicitados. Os dados cadastrados até o inicio da tarde de terça-feira, dia 18, não poderão ser importados para a nova plataforma. O cadastro no MapaCulturalSC é necessário para acesso ao auxílio da Lei Aldir Blanc de Emergência Cultural. Por meio dessa plataforma também será possível fazer a inscrição para receber o benefício e enviar os documentos necessários.

    > Quer receber notícias por WhatsApp? Inscreva-se aqui

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Economia

    Colunistas