Florianópolis terá o sinal de internet 5G ativo a partir da próxima segunda-feira (22). A ligação da faixa na capital catarinense necessita apenas de autorização que deverá ser dada em reunião do Gaispi, um grupo de trabalho coordenado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para acompanhar a tecnologia, nesta quinta (18).

Continua depois da publicidade

Receba notícias do DC via Telegram

A informação foi revelada pelo coordenador do grupo de trabalho do 5G da Associação Catarinense de Tecnologia (Acate), Fernando Gomes, em entrevista à jornalista Eveline Poncio no programa Notícia na Manhã, da CBN Floripa.

— As operadoras já declararam estar com toda a infraestrutura preparada, para apenas ser ligada — afirmou Gomes na manhã desta quarta (17).

Ele disse também que ainda são feitas duas atividades de limpeza da faixa de frequência de 3,5 GhZ, a que vai ofertar o 5G, uma delas tida como condição para a liberação do serviço. Trata-se da instalação de filtros por empresas que operam via satélite para que a nova tecnologia não interfira em atividades de transmissão e de recepção.

Continua depois da publicidade

— Isso ocorre em paralelo. A condição para que haja a liberação da ativação do 5G é que as estações profissionais já estejam com o filtro instalado. Isso é o que está sendo concluído nesta semana e é o motivo da liberação do 5G — explicou.

Gomes acrescentou que a segunda atividade se trata da migração dos usuários de televisão aberta via satélite da banda C para a KU. Isso vai ocorrer em até 90 dias.

Também de acordo com o coordenador do grupo de trabalho da Acate para o 5G, a reunião do Gaispi deverá esclarecer quais bairros da cidade terão acesso ao sinal. Já se sabe ao menos que a rede se limitará à capital catarinense, sem se estender aos municípios vizinhos da Grande Florianópolis.

A tecnologia 5G é considerada a quinta geração da internet móvel. Ela vai entregar uma conexão mais rápida e de menor latência. Celulares habilitados a receber o sinal já poderão fazer uso dela. O serviço também promete permitir avanços da indústria e da telemedicina, entre outros setores que fazem uso da automatização.

Continua depois da publicidade

Saiba como funciona a tecnologia do 5G

Leia mais

Perto de receber 5G, SC ainda tem localidades sem acesso a redes móveis; entenda

SC tem 215 localidades que devem receber ampliação do 4G como contrapartida do 5G

Destaques do NSC Total