nsc

Saúde

Florianópolis antecipa vacinação para pessoas com comorbidades dos grupos de 18 e 30 anos

Prefeitura libera doses para grupos já a partir desta sexta-feira, dia 14

14/05/2021 - 11h25

Compartilhe

Jorge
Por Jorge Jr.
Vacinação foi confirmada pela prefeitura da Capital
Vacinação foi confirmada pela prefeitura da Capital
(Foto: )

A vacinação para pessoas com comorbidades com 30 anos ou mais foi antecipada para este sexta-feira, dia 14, em Florianópolis, e a partir de sábado, 15, o grupo com 18 anos ou mais com alguma comorbidade também poderá se vacinar contra a covid-19.

> Quais são as comorbidades para a vacina da Covid; confira a lista

A lista de comorbidades que permitem a vacinação da Covid-19 inclui 22 quadros de saúde. De acordo com a prefeitura, quem havia se programado para se vacinar na semana que vem terá doses disponíveis.

> Prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro é vacinado contra a Covid-19

> Vacinação de professores contra Covid em SC: o que se sabe sobre o assunto

Sexta-feira (14)

- Pessoas com 30 anos ou mais com comorbidades; pessoas com 60 anos ou mais

Sábado (15/5)

- Pessoas com 18 anos ou mais com comorbidades; pessoas com 60 anos ou mais

Locais, das 9h às 16h

- Centro de Eventos Luiz Henrique da Silveira - Drive e ponto fixo;

- Centro de Eventos da UFSC - Drive e ponto fixo;

- Beira-Mar Continental - Drive e ponto fixo;

- Antigo Aeroporto - Drive e ponto fixo;

- Floripa Shopping - Ponto fixo (apenas sexta, dia 14)

> Vacinação da Covid em SC: locais, fases de aplicação, idades e tudo sobre

Segunda dose

Além da primeira dose da vacinação para pessoas com mais de 18 anos com comorbidades, o município dá sequência até a sexta-feira (14) à aplicação da segunda dose. Confira abaixo o cronograma desta semana:

Profissionais de saúde

No SEAD/UFSC, das 7h30min às 18h30min

Pessoas acima de 60 anos

No Centro de Eventos da UFSC, das 9h às 16h

Documentação

Para realizar a vacinação é preciso levar um documento oficial com foto. Para comprovação de comorbidades, é necessário levar um atestado seguindo o modelo do site Covidômetro Floripa, ou atestado que conste a indicação descrita como padronizado na lista de comorbidades.

Para diabéticos, pode ser usada receita de insulina (validade do último ano) e, para pessoas vivendo com hiv, pode ser usado resultado de carga viral, receita de antiretroviral ou o atestado.

Aqueles cadastrados no BPC precisam apresentar, além do documento oficial com foto, um atestado médico relatando a condição de Deficiência Permanente e o cartão de beneficiário do programa com início 87.

Colunistas