Florianópolis foi considerada a capital com menor vulnerabilidade do país no Índice de Vulnerabilidade Municipal (IVM) à Covid-19, do Instituto Votorantim. O município também se destacou ao ficar em primeiro lugar no Índice de Eficiência no Enfrentamento à Pandemia (IEEP), entre as capitais.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Florianópolis e região pelo WhatsApp

Desde o início da pandemia, a Capital teve 140.294 casos de Covid-19 confirmados, 1.307 óbitos, resultando em um indíce de 271,61 confirmados por mil habitantes e 2,53 mortos por mil habitantes, segundo o Índice. O IVM da capital de SC foi 35,30, melhor que os dois anos anteriores, 2021 e 2020, nos quais obteve 29,96 e 34,43, respectivamente. 

Para o cálculo, o IVM leva em consideração a população vulnerável, a economia local, a estrutura e organização do sistema de saúde, a capacidade fiscal da administração municipal e a capacidade municipal de resposta à crise de Covid-19. A categoria “população vulnerável” inclui idosos, pessoas cadastradas no Cad Único, pacientes internados por doenças snesíveis à Covid-19, a densidade demográfica e taxa de urbanização. 

Plano de saúde dos servidores de SC foi usado para corrupção milionária, dizem empresárias

Continua depois da publicidade

No IVM, as outras capitais ficam distantes de Florianópolis, com Curitiba em 15º lugar e Porto Alegre em 18º, com uma vulnerabilidade maior à doença. Em primeiro lugar na lista, considerando todos os municípios, está Barra do Piraí, no Rio de Janeiro, com IVM de 72,86. 

Pelo IEEP, Florianópolis foi considerada a capital mais eficaz no enfrentamento da pandemia. Entre as capitais da região Sul, Curitiba (PR) é a 7ª colocada e Porto Alegre (RS) vem logo em seguida, no 8º lugar. 

No topo do ranking das cidades mais eficazes no enfrentamento da Covid-19, consideranto todos os municípios, ficou Paim Filho, no Rio Grande do Sul. Flor do Sertão também destacou-se como um bom exemplo em Santa Catarina. 

O Índice de Vulnerabilidade Municipal (IVM) classifica todos os municípios brasileiros em relação ao seu grau de vulnerabilidade à pandemia. Já o Índice de Eficácia no Enfrentamento da Pandemia de Covid (IEEP) mensura o resultado das ações de cada cidade brasileira para combater o novo coronavírus. O objetivo é apoiar os municípios no gerenceamento e enfrentamento da crise sanitária. 

Continua depois da publicidade

Leia também

Passageiros do Aeroporto de Florianópolis poderão receber status de voos pelo Whatsapp

Em 2022, Moisés foge do mesmo veneno que aplicou em 2018

Grupo que colocava soda cáustica e água oxigenada em leite é condenado em SC

Destaques do NSC Total