nsc
hora_de_sc

Desabafo

Gabriel Medina critica COB por veto a Yasmin Brunet: "estou me sentindo injustiçado"

Surfista desabafou sobre Comitê Olímpico Brasileiro não credenciar a esposa para as Olimpíadas 2021

27/06/2021 - 12h21 - Atualizada em: 27/06/2021 - 12h23

Compartilhe

Redação
Por Redação Hora
Gabriel Medina criticou COB por não poder levar esposa Yasmin Brunet a Tóquio
Gabriel Medina criticou COB por não poder levar esposa Yasmin Brunet a Tóquio
(Foto: )

Gabriel Medina criticou o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) por negar o credenciamento à esposa Yasmin Brunet para as Olimpíadas 2021, como parte da sua equipe técnica. Em entrevista exclusiva ao jornal O Globo, o surfista nº 1 do mundo disse que foi "injustiçado". 

> Receba as principais notícias de Santa Catarina no WhatsApp

Conforme Medina, Yasmin é responsável pela sua estatística, nutrição e apoio mental. Ele argumenta que, no surfe, os atletas não se prendem à formação acadêmica para montagem da equipe técnica. 

— Estou me sentindo injustiçado porque nominei meu estafe, que é direito do atleta, segundo o que o COB falou. Eu poderia levar uma pessoa. E escolhi a Yasmin como meu estafe e não como minha esposa. Ela é meu estafe oficial desde o inicio do ano e, por acaso, minha esposa. Inclusive ela tem funções técnicas que já foram especificadas ao COB. Eu a nominei e não estou sendo respeitado — desabafou Medina. 

O surfista ainda comparou a sua situação com outros colegas: 

— Enquanto isso, todos os outros surfistas estão levando quem eles nomearam. Tatiana (Weston-Webb) levará o marido e o Ítalo (Fereira), um amigo. Eles estão certos. Escolheram pessoas que estão ali no dia a dia, ajudando e trabalhando — completou. 

A princípio os atletas poderiam levar duas pessoas da equipe para Tóquio. Porém, por conta da pandemia, o número foi reduzido para um. Há cerca de um ano Medina havia mandado os nomes para credenciamento, mas ele explica que não trabalha mais com as mesmas pessoas. 

— Pedi para colocar a Yasmin. O Andy King, que foi meu treinador na perna australiana do tour, tornou-se uma opção e enviamos toda a documentação dos dois. Mas, ele não é do meu estafe fixo. Me falaram que a Yasmin não poderia ir porque precisaria ter cargo de “coach” ou “técnico”. A Yasmin sempre foi minha primeira opção depois que parei de trabalhar com o Charles (padrasto). Pensei no Andy se fossem duas vagas — disse Medina.

*Com informações de O Globo

Leia também:

Quem é a mãe de Gabriel Medina e por que ela e Yasmin Brunet não se dão bem

Entenda polêmica de Gabriel Medina com a família após casamento com Yasmin Brunet

Yasmin Brunet nega indireta em polêmica com a família de Medina: "Não tenho que me provar"

Colunistas