nsc
hora_de_sc

Promoção

Gasolina a preço de custo será vendida em postos de Florianópolis

Oito estabelecimentos irão comercializar 20 mil litros de combustíveis cada a preço de custo no sábado (9)

08/10/2021 - 09h09 - Atualizada em: 08/10/2021 - 20h58

Compartilhe

Maria Eduarda
Por Maria Eduarda Dalponte
Postos precisam seguir medida compensatória em SC e vender gasolina mais barata
Postos precisam seguir medida compensatória em SC e vender gasolina mais barata
(Foto: )

Oito postos de combustíveis de Florianópolis vão vender gasolina a preço de custo neste sábado (9) durante o horário normal de funcionamento. Ao todo, cada estabelecimento vai comercializar 20 mil litros de gasolinas comum e aditivada. 

> Receba notícias de Florianópolis e região pelo WhatsApp

> Saiba quais postos venderão gasolina a preço de custo em Florianópolis

Ao acabar esse quantitativo, o posto não tem a obrigação de continuar vendendo a mercadoria a preço de custo. O pagamento da compra pode ser feito com cartão de débito ou dinheiro. 

A promoção acontece como uma medida compensatória definida pelo Procon de Florianópolis depois de os postos aumetarem o preço da gasolina durante a paralisação dos caminhoneiros no início de setembro.

Dos 12 postos da Capital notificados pelo Procon por irregularidades, oito aceitaram cumprir a medida e irão vender a gasolina a preço de custo. Os nomes dos estabelecimentos, porém, não serão divulgados pelo Procon. A ideia do órgão é não gerar enormes filas com a alta procura. O consumidor saberá da promoção ao ver o preço na bomba.

Veja a região dos postos que venderão gasolina a preço de custo

  • Dois no Sul da Ilha
  • Dois no Norte da Ilha
  • Três na região Central 
  • Um no Leste

> Procon de SC notifica sindicato sobre altas abusivas no preço do combustível

Comprovação

Os postos de combustíveis vão ter que comprovar ao Procon de Florianópolis que cumpriram a medida entregando a nota fiscal de aquisição dos produtos com o preço de custo.

Para comprovar ao Procon Municipal o cumprimento da medida compensatória, os postos terão que, além de efetuar as vendas de gasolina por 24 horas ou no período normal de funcionamento do estabelecimento com valor de custo da compra do dia, apresentar a nota fiscal de aquisição dos produtos.

Relembre a paralisação dos caminhoneiros

Leia também

Vender osso de boi é permitido? Entenda o que diz a lei

Bêbado provoca acidente, exibe garrafa, tenta fugir e acaba preso

PRF prevê aumento no fluxo e reforça segurança no feriadão

Colunistas