nsc
dc

Violência

Homens invadem estúdio e ameaçam radialista que criticou Bolsonaro

Júnior Albuquerque condenou as medidas tomadas pelo presidente em meio à pandemia

07/04/2021 - 16h38

Compartilhe

Metrópoles
Por Metrópoles
Homens invadem estúdio
Homens invadem estúdio e ameaçam radialista que criticou Bolsonaro
(Foto: )

Quatro homens invadiram um estúdio de rádio em Santa Cruz do Capibaribe, em Pernambuco, e ameaçaram agredir o radialista Júnior Albuquerque, que fez críticas às medidas tomadas pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante a pandemia da Covid-19. O caso ocorreu na noite dessa terça-feira (6/4).

> Receba as principais notícias de Santa Catarina no WhatsApp

> "Não vai ter lockdown nacional", diz Bolsonaro em Chapecó

“Há algumas semanas, entrou em pauta as quase 300 mil mortes por Covid-19 no Brasil e eu fiz um comentário opinativo, onde expus que no meu ponto de vista Hitler não era o único culpado do genocídio que aconteceu na Alemanha, pois quem apoiou e quem se calou também teve sua parcela de culpa. Assim como no Brasil, em relação à Covid-19, os eleitores de Bolsonaro que concordam com a política sanitária que ele vinha fazendo, também teriam culpa”, explicou Júnior, em entrevista ao portal JC.

Segundo o comunicador, ele recebeu uma série de ameaças após o comentário. “Eu disse que queria que esse pessoal fosse até a rádio para gente debater e eles me explicarem o motivo de tanta raiva e também me mostrarem o que foi que o presidente deles fez de bom. Quando foi ontem eles invadiram o estúdio da rádio e me ameaçaram”, contou.

Leia mais no Metrópoles, parceiro do NSC Total.

*Por Juliana Barbosa

Leia também:

> Como está o estado de saúde de Paulo Gustavo, internado com Covid-19

> Catarinense morre à espera de terapia feita por Paulo Gustavo

> "Salsichinha” late para deputado, que ameaça matar o cão a tiros

> Santa Catarina tem dois bilionários na lista global da Forbes de 2021

Colunistas