nsc
hora_de_sc

Saúde pressionada

Hospital de Caridade em Florianópolis deixa de receber pacientes na emergência por falta de insumos

Sem anestésicos em meio à pandemia de coronavírus, unidade está com pronto-atendimento fechado desde às 18h desta terça

05/08/2020 - 08h43 - Atualizada em: 06/08/2020 - 13h47

Compartilhe

Por Guilherme Simon
Hospital de Caridade
Hospital filantrópico, no Centro da Capital, é considerado o mais antigo do Estado
(Foto: )

O Hospital de Caridade, em Florianópolis, informou nesta terça-feira (4) que está sem condições de receber novos pacientes no pronto-atendimento por falta de insumos. A situação ocorre em meio à pandemia de coronavírus.

> Florianópolis amplia testes de Covid-19 para policiais e atende mais 400

O comunicado foi feito pelo diretor-técnico, o médico João Batista Bonasssis Jr. O hospital filantrópico, no Centro da Capital, é considerado o mais antigo do Estado e atende pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e também por convênios.

Em documento enviado às secretarias de Estado e Municipal de Saúde, o diretor-técnico informou que o pronto-atendimento da unidade deixou de funcionar a partir das 18h de terça-feira, inclusive para casos de urgência e emergência. 

A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa do hospital, que declarou que a direção não vai se manifestar sobre o assunto no momento.

O secretário de Saúde de Florianópolis, Carlos Alberto Justo da Silva, afirmou que foi comunicado sobre a suspensão de atendimentos e que atua para tentar resolver a situação. Nesta quarta-feira (5), os pacientes que precisam de assistência no local estão sendo encaminhados a outros hospitais da cidade.

Segundo o secretário, o principal problema é a falta de estoque de insumos para manter as Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), como anestésicos utilizados para intubação de pacientes com coronavírus que precisam de ventilação mecânica.

— A informação que temos é que os estoque que o hospital tem desses insumos é suficiente apenas para mais um dia, para os pacientes que já estão internados e sedados na unidade — informou o secretário.

> Itajaí gastou mais de R$ 4,5 milhões em tratamentos para Covid-19 sem eficácia comprovada

Ainda de acordo com ele, uma remessa de insumos já foi adquirida e o envio pelo Ministério da Saúde é aguardado. O secretário afirmou que o governo federal garantiu que os insumos chegariam a Santa Catarina nesta quarta. Eles serão encaminhados à Secretaria de Estado de Saúde (SES), que fará a distribuição entre os hospitais do Estado, informou Carlos Alberto.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa da SES, mas não recebeu retorno até esta publicação.

> Saiba como receber notícias do NSC Total no WhatsApp

— No momento em que uma instituição tem essa pressão é muito ruim, é uma situação muito complicada, que precisamos resolver logo. Se os medicamentos chegarem a partir de hoje (quarta) a situação se estabiliza. Caso contrário, vamos começar a ter problemas também em outros hospitais da cidade — afirmou o secretário de Saúde de Florianópolis.

Colunistas