O Hospital Universitário (HU) de Florianópolis opera, nesta quinta-feira (8), com 160% de ocupação na emergência. Segundo a direção da unidade, o tempo de espera máximo chega a quatro horas. Pacientes que estiveram na emergência nesta quinta também relatam o mesmo tempo de espera.

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do NSC Total pelo Google Notícias

Segundo o hospital, pacientes com diversas condições procuram o ambulatório do HU.

“Dados indicam que grande parte dos casos que buscam nossa emergência são situações que podem ser resolvidas nas unidades básicas de saúde e nas UPAS, o que tem sido orientado pelas equipes, de forma a desafogar a entrada de pacientes em um hospital que tem estrutura para atender casos graves e de alta complexidade”, informou a unidade, em nota.

O que explica superlotação nas emergências de hospitais da Grande Florianópolis

Continua depois da publicidade

A situação no HU não é diferente do que ocorre nos hospitais Celso Ramos e no Regional de São José. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SES), nestes dois hospitais as condições que levam os pacientes a buscarem o atendimento também são diversas.

O aumento na população da cidade, com a vinda de turistas, também colabora para este cenário. Dados do governo do Estado indicam um acréscimo de 2,5 milhões de pessoas na Grande Florianópolis durante o verão.

Como está a lotação do hospital Celso Ramos e do Regional

  • Hospital Governador Celso Ramos – enfermaria: 89,9% / UTI: 100%
  • Hospital Regional de São José – enfermaria: 89,6% / UTI: 91,11%

Fotos mostram como estão os hospitais

Continua depois da publicidade

Leia mais

Conselho Federal de Enfermagem define normas para parto domiciliar

MP abre inquérito civil em Joinville sobre decreto da vacina e faz recomendação ao prefeito

Na véspera do Carnaval, Florianópolis está com emergências dos hospitais superlotadas

Destaques do NSC Total