nsc
dc

Mundo

Influencer antivacina morre por complicações da Covid

Weldon chegou a declarar que Anthony Fauci, epidemiologista-chefe dos Estados Unidos, deveria ser executado; ela morreu na quinta (6)

08/01/2022 - 09h12

Compartilhe

Metrópoles
Por Metrópoles
Cirsten Weldon morreu na na quinta-feira (6)
Cirsten Weldon morreu na na quinta-feira (6)
(Foto: )

Cirsten Weldon, influencer antivacina e ativista do movimento conspiracionista QAnon, morreu na última quinta-feira (6) após sofrer complicações causadas pela Covid-19.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Weldon estava internada em Camarillo, na Califórnia, desde o dia 31 de dezembro de 2021. Nas redes sociais, no entanto, ela alegava que passava por um quadro de pneumonia.

A influencer, atuante nas redes sociais de direita, usava suas plataformas para promover o movimento antivacina. Ela chegou a declarar que Anthony Fauci, epidemiologista-chefe dos Estados Unidos, deveria ser executado.

Leia mais no Metrópoles, parceiro do NSC Total. 

*Luísa Guimarães

Leia também 

Mulher de 28 anos que não tomou vacina da Covid morre pela doença em SC

Irmãos que recusaram vacina da Covid morrem em intervalo de 8 dias em SC

Jovem de 23 anos morre de Covid-19 em Blumenau após seis meses internado

Colunistas