nsc
    dc

    Confusão no clássico

    Jogador do Avaí chuta rosto de torcedor que invadiu gramado; veja o lance

    Torcedor foi imobilizado pelo goleiro Gledson, também afetado pelo chute  

    02/02/2020 - 18h25 - Atualizada em: 03/02/2020 - 20h09

    Compartilhe

    João Lucas
    Por João Lucas Cardoso
    (Foto: )

    O volante Bruno Silva chutou o rosto de um torcedor que invadiu o gramado do Orlando Scarpelli durante o clássico em que o Avaí venceu o Figueirense. Por volta dos 40 minutos do segundo tempo, um grupo alvinegro entrou no campo de jogo em direção ao banco de reservas. Um deles foi contido pelo goleiro Gledson, que também teve o rosto acertado pelo chute desferido pelo volante do Leão da Ilha.

    Veja abaixo o exato momento em que a agressão ocorre:


    Imagem: Reprodução/NSC TV

    Bruno Silva discutiu com um torcedor das sociais enquanto saía de campo, substituído. Revoltado, ele e outros torcedores invadiram o gramado, seja depois de quebrar um acrílico do entorno do gramado ou forçando a passagem por um portão de acesso ao gramado.

    O torcedor alvinegro foi contido por Gledson, que o segurou e colocava ele no chão. Foi quando o volante deu um chute na cabeça do torcedor.

    No ato, ele também acertou o companheiro, o goleiro reserva, que estava por imobilizar o invasor.

    O ocorrido causou outros problemas. A Polícia Militar entrou no gramado e o jogo foi parado. Durante os 20 minutos de paralisação do clássico, também houve briga entre torcedores.

    Enquanto uns quebravam outras placas acrílico, outros tentavam evitar.

    Providências

    A diretoria do Figueirense afirmou depois da partida que vai identificar e banir os torcedores que se envolveram na confusão deste domingo.

    Após o jogo, o Figueirense publicou uma nota de repúdio sobre o episódio na partida contra o Avaí. O clube menciona também que pretende cobrar providências no âmbito esportivo, inclusive contra o jogador Bruno Silva, do Leão.

    Veja trecho da nota:

    "O Figueirense Futebol Clube vem a público repudiar com veemência os atos de violência e vandalismo praticados por alguns torcedores – uma minoria, que de forma alguma representam a enorme e apaixonada torcida alvinegra -, no clássico deste domingo (02), contra o Avaí, no Estádio Orlando Scarpelli.

    (...)

    O Figueirense Futebol Clube trabalha para identificar os infratores – tanto os que causaram prejuízos ao patrimônio do clube quanto os que praticaram atos de violência -, e vai colaborar com as autoridades para quaisquer investigações que se façam necessárias. O clube também vai exigir daqueles que depredaram o estádio que custeie os reparos e prejuízos.

    Por fim, o Figueirense também repudia as atitudes do atleta do Avaí, Bruno Silva, totalmente antidesportivas, ao provocar de forma hostil os torcedores alvinegros e, durante a confusão, agredir, de forma covarde, o torcedor do Furacão, que já estava imobilizado e não apresentava mais nenhum risco.

    Leia a nota na íntegra neste link.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Esportes

    Colunistas