A prefeitura de Joinville decretou situação de emergência nesta segunda-feira (28) devido à forte chuva que atinge a cidade. Desde sábado (26), o município acumulou 340 milímetros de precipitação.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

A decisão foi tomada pelo prefeito Adriano Silva após um sobrevoo feito com suporte do helicóptero da Polícia Militar (PM). Com a visão aérea, foi possível verificar diversas áreas de alagamento em toda cidade.

— Além da região do Morro do Meio e do Vila Nova, onde já estávamos atuando, chamou muito nossa atenção as regiões de alagamento na Zona Rural, que já impedem a passagem de pessoas sobre pontes e galerias até suas casas — disse o prefeito.

“Não sei o que vou fazer”, desabafa moradora de SC que teve casa alagada devido à chuva

Continua depois da publicidade

A previsão do tempo aponta que deve continuar chovendo na região de forma contínua nas próximas 12 horas. A localidade pode sofrer também influência das chuvas previstas para a região de Curitiba e da Serra, que deslocam um grande volume de água para Joinville. Com isso, o volume dos rios pode aumentar rapidamente e dificultar o escoamento das águas.

Apesar dos riscos de deslizamento na cidade, a Defesa Civil afirmou, em live no Instagram, que não há risco de rompimento da barragem do bairro Jardim Paraíso. Mesmo com o alto nível, a água está passando por cima da barragem, como esperado.

Aulas em escolas de 10 cidades de SC são canceladas devido à chuva forte

Aos moradores que precisam dirigir pela cidade, a Defesa Civil pede que prestem atenção aos cones sinalizadores e não entrem em ruas que estiverem alagadas, pois pode ser perigoso.

Quem mora nas imediações do Quiriri, do Cubatão, do Rio da Prata, da Estrada do Pico e nas proximidades da Serra deve evitar retornar ou permanecer nas residências até que a situação seja normalizada.

Continua depois da publicidade

Aos que moram em outras regiões mas perceberam ruas com difícil acesso ou alagadas, a recomendação é que busquem abrigo na casa de amigos e familiares ou se dirijam aos alojamentos montados pela prefeitura.

Ao todo, Joinville têm três abrigos emergenciais:

  • Escola Municipal Dr. Ruben Roberto Schmidlin, no Morro do Meio.
  • Escola Municipal Prof. Avelino Marcante, no bairro Bom Retiro.
  • Escola Agrícola Municipal Carlos Heins Funke, em Pirabeiraba.

As famílias ilhadas e que precisam de ajuda para chegar aos abrigos estão sendo atendidas pelo Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville, do 62º Batalhão de Infantaria, do Clube do Jipeiro Joinville e do Grupo de Resgate em Montanha, que auxiliam a Defesa Civil. As equipes também estão orientando as famílias a não retornarem às residências em áreas de rio ou alagadas.

Veja o vídeo do voo de helicóptero sobre Joinville

Leia também

Emenda ao orçamento quer turbinar combate à fome em SC

Continua depois da publicidade

Deslizamentos de terra bloqueiam pontos de rodovia no Norte de SC

Destaques do NSC Total