nsc
    an

    Investigação

    Jovem suspeito de matar a mãe em Joinville será indiciado por feminicídio

    O suspeito também responderá por furto qualificado, além das qualificadoras de motivo fútil e asfixia

    07/01/2021 - 14h00

    Compartilhe

    Hassan
    Por Hassan Farias
    Patrícia
    Por Patrícia Della Justina
    Albertina Schmitz Tasca, 61 anos, foi encontrada morta em casa
    Albertina Schmitz Tasca, 61 anos, foi encontrada morta em casa
    (Foto: )

    O jovem suspeito de matar a mãe e mantê-la no banheiro de casa por quatro dias será indiciado por feminicídio em Joinville. Ele foi preso na tarde da última quarta-feira (6) depois de ter sido visto transitando pelo bairro Iririú com o carro da vítima. 

    > Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui

    Além de feminicídio, ele será indiciado pelas qualificadoras de motivo fútil e asfixia, uma vez que estrangulou a mãe. Ainda há o agravamento pela vítima ter mais de 60 anos. 

    O suspeito também responderá por furto qualificado e por abuso de confiança, após ter vendido duas televisões da residência.

    > Jovem de Joinville recebeu amigos em casa após matar a mãe e escondê-la no banheiro

    De acordo com o delegado Roberto Patella Junior, o crime de latrocínio (roubo seguido de morte) foi descartado porque o suspeito teria admitido que decidiu vender os objetos após ter matado a mãe.

    Corpo da vítima foi encontrado quatro dias após o crime

    O corpo de Albertina Schmitz Tasca, 61 anos, foi encontrado pela filha mais velha e pelo marido no fim da manhã de quarta-feira (6). Ela estava coberta por um lençol, dentro do banheiro da residência onde morava com o filho e principal suspeito de cometer o assassinato. 

    > "Falou da situação com tranquilidade", diz delegado sobre suspeito de matar a mãe em Joinville

    O jovem, 20 anos, confessou o crime à polícia. Ele disse, ainda, que manteve uma rotina normal e, inclusive, recebeu amigos em casa após matar a mãe e escondê-la no banheiro. 

    Entenda o crime de feminicídio:

    O feminicídio é uma circunstância qualificadora do crime de homicídio e recebe essa classificação quando há uma relação de afeto ou de parentesco entre a vítima e o agressor, ou quando o crime foi motivado por ódio ou repulsa à condição de mulher e do que é ligado ao feminino.

    De acordo com a lei 13.104, sancionada em 9 de março de 2015, ao tornar-se uma modalidade de homicídio qualificado, o feminicídio passa a ser considerado um crime hediondo. 

    Segundo o Código Penal Brasileiro, os crimes de homicídio qualificado são punidos com reclusão que pode variar de 12 a 30 anos. A pena do feminicídio é aumentada de um terço até a metade se o crime for praticado na presença de descendente da vítima.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Polícia

    Colunistas