A Justiça decidiu que uma técnica de enfermagem de Balneário Barra do Sul, no Litoral Norte de Santa Catarina, não deve ser indenizada pela União por ter sofrido com sequelas da Covid-19.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

A profissional alega ter contraído a doença durante o horário de trabalho em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade e que ficou com sequelas definitivas. Apesar disso, o juiz Antônio Araújo Segundo, da 6ª Vara Federal de Joinville, entendeu que o caso não foi comprovado por ela. 

Na sentença, o juiz descreveu que “os atestados anexados aos autos indicam a incapacidade para o trabalho, mas não esclarecendo se a incapacidade é permanente”. 

A técnica de enfermagem pode recorrer da decisão no Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC).

Continua depois da publicidade

Leia também

Qual a oferta de apartamentos novos à venda em Joinville

Homem é preso após se masturbar e assediar mulheres dentro de ônibus em Joinville

Três crianças ciganas são levadas para abrigo em SC e entidade cita preconceito contra etnia

Destaques do NSC Total