nsc
    dc

    Visitantes

    Presença de lobos e elefantes-marinhos no litoral de SC aumenta no inverno

    Animais vêm para a região em busca de alimento e descanso; veja o que fazer se encontrar um na praia

    25/07/2020 - 05h00 - Atualizada em: 25/07/2020 - 15h00

    Compartilhe

    Lucas
    Por Lucas Paraizo
    Lobo marinho
    Lobo-marinho descansando nas pedras da Praia dos Ingleses, em Florianópolis
    (Foto: )

    As praias de Santa Catarina passaram a receber nas últimas semanas alguns visitantes de longe que, ao contrário dos turistas tradicionais, preferem a água gelada do inverno. Lobos-marinhos e elefantes-marinhos têm sido encontrados quase que diariamente no Litoral, em uma tendência que deve seguir até o mês de setembro segundo especialistas.

    > Confira cinco animais encantadores já avistados em Santa Catarina

    Presidente da ONG R3 Animal e coordenadora do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) em Florianópolis, Cristiane Kolesnikovas explica que a movimentação desses animais no litoral do Sul do Brasil é comum nessa época do ano:

    - Eles vêm junto com a corrente das Malvinas de água fria, em busca de alimento, e têm distribuição até São Paulo e a Bahia, dependendo do ano. É normal termos aqui no Litoral nessa época lobos-marinhos sul-americanos, lobos-marinhos sub-antárticos e os elefantes-marinhos. Temos também a ocorrência da foca-caranguejeira, mas é um pouco mais raro.

    Somente nas últimas semanas eles já foram vistos em Balneário Camboriú, Itajaí, Palhoça, Florianópolis e São Francisco do Sul. Todos os animais encontrados estavam saudáveis.

    Boa parte desses animais vem da região ao sul da Argentina e das ilhas ao norte da zona de Convergência Antártica. Seguindo as águas geladas em direção ao norte, eles param para descansar da migração nas praias brasileiras. Não há um número exato de quantos são vistos por aqui a cada ano, mas a movimentação é esperada especialmente a partir de julho e até o fim do inverno.

    Todo animal dessas espécies que aparece nas praias catarinense é monitorado pela equipe do PMP-BS. Geralmente são feitas avaliações diárias da condição de saúde, e os que precisam de algum atendimento ou reabilitação são levados para a sede do projeto em Florianópolis, no Parque Estadual do Rio Vermelho. Segundo Cristiane, a grande maioria não precisa de reabilitação. No ano passado apenas sete lobos-marinhos foram retirados da praia. Nos casos em que o animal já é encontrado morto na areia, a equipe também é responsável por recolher as carcaças.

    Elefante-marinho
    Elefante-marinho nadando no Rio Marambaia, em Balneário Camboriú
    (Foto: )

    Orientações para a população

    A presença dos lobos ou elefantes-marinhos nas praias geralmente atrai curiosos, mas os especialistas recomendam uma série de cuidados:

    - A gente pede sempre que a pessoa não se aproxime e não deixe os animais domésticos chegarem perto também. Já teve casos de animais marinhos atacados por cachorros, e os cães podem transmitir doenças, e vice-versa. A orientação para quem encontrar é que não se aproxime e ligue para a autoridade responsável - ressalta Cristiane Kolesnikovas.

    O contato com Projeto de Monitoramento de Praias pode ser feito através do telefone 0800 642 3341. A ligação é gratuita.

    Leia também

    25 pinguins são encontrados no Litoral Norte de SC; seis estavam vivos

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas