nsc
nsc

Pertencimento

Mais conexão junto à comunidade: Empresária escolhe Palhoça para viver com mais qualidade de vida

Motivada pelo senso de pertencimento no ambiente em que vive, Heloísa Hilda Coelho encontrou no Cidade Criativa Pedra Branca o seu lar

13/08/2021 - 07h24

Compartilhe

Estúdio
Por Estúdio NSC
Passeio Pedra Branca
Infraestrutura completa a pequenas distâncias, com equilíbrio entre construção e meio ambiente são pontos-chave da Cidade Criativa.
(Foto: )

Aproveitar a vida por completo é um objetivo almejado, mas pouco alcançado quando se fala em cidades modernas. Usufruir de uma vasta rede de estabelecimentos e ter contato para desfrutar a natureza pode parecer situações antagônicas hoje em dia. Mas não são.

> Saiba porque casal escolheu a Pedra Branca para criar raízes e construir um lar

Foi em busca de qualidade de vida, segurança e bem-estar que a empresária Heloísa Hilda Coelho aproveitou a oportunidade de viver em um bairro planejado, com foco nas pessoas - a Cidade Criativa Pedra Branca, em Palhoça, na Grande Florianópolis.

— Eu gosto das pessoas, das conexões que a gente faz aqui dentro. Em um bairro onde não há conexão entre as pessoas falta alguma coisa. A gente precisa desse sentido, acho que é viver com propósito — detalha Coelho.

O envolvimento com o local aconteceu rápido. Tanto que a empresária já foi presidente do Conselho Deliberativo da Associação dos Moradores da Pedra Branca (AMO). Levar o filho Lucas para a escola de bicicleta, passear por volta do lago em dias ensolarados e avistar o pôr-do-sol nas proximidades do morro da Pedra Branca, que dá nome à Cidade Criativa, já fazem parte da rotina familiar. O marido, Matheus, perdeu as contas de quantos quilômetros foram percorridos em suas corridas pelas ruas.

— Quando a gente conheceu o propósito, o DNA da Pedra Branca, a gente se identificou muito. Tem lugar pra morar, mais seguro, onde tem toda uma estrutura, supermercado, escolas, serviços, comércios em geral. Então quando surgiu essa área no passeio a gente conseguiu entender que realmente era isso. E eu acho que tudo que estavam nos oferecendo, conseguimos atingir como objetivo, como família — completa, contente com os resultados.

Quando não aproveitam um churrasco ao redor da piscina da casa com a família e amigos, a família dá uma passadinha nas proximidades, nas belas praias que também ficam no município de Palhoça – como a Guarda do Embaú e a Gamboa.Enquanto eles saem para o passeio, a gata mesclada Nutella aproveita para fazer a festa em casa.

Senso de comunidade e de pertencimento fazem parte da vida dos moradores

Quando foi criado, o então bairro e agora Cidade Criativa Pedra Branca sempre teve o objetivo de unir as pessoas por meio de um planejamento sustentável, criatividade e inovação. Há 20 anos, criado do zero em um terreno que fazia parte de uma fazenda, o bairro foi idealizado com bases em estudos e pesquisas do Novo Urbanismo, que queria voltar o olhar para uma comunidade mais integrada e com participação ativa.

> Casal Lidiane e Thiago trocam Uruguai por Santa Catarina e criam laços na Pedra Branca

O conceito, com origem na década de 80, buscava inserir uma mudança importante no paradigma das cidades modernas – que utilizam primordialmente os automóveis como meio de transporte, possuem grandes distâncias na locomoção para os centros comerciais e estão distantes das belezas da natureza.

Em 1997, o empresário Valério Gomes se reuniu com um grupo de arquitetos para dar início ao Plano Diretor da Cidade Criativa. A partir daí, o projeto foi desenhado para que a vizinhança possa andar pelas ruas com tranquilidade, possa respirar ar puro, avistar paisagens verdes e vegetação, lagos, mas também esteja a uma caminhada de distância de uma loja, coworking ou café para um encontro com amigos.

Infraestrutura completa a pequenas distâncias, com equilíbrio entre construção e meio ambiente são pontos-chave da gestão sobre esse os espaços formulados pelas equipes de especialistas. A cidade, conforme os arquitetos responsáveis, possui 5 Cs: é Completa; Compacta; Conectada; Complexa e com Convivência.

Ao unir arquitetos e urbanistas para criar um bairro ideal para viver, criaram também um local com ampla capacidade de empreender em restaurantes, salões, escritórios, entre tantos outros estabelecimentos. Foi isso que atraiu Heloisa e também atrai quem procura lojas e salas nos centros comerciais que fazem parte do bairro. Morar, estudar, trabalhar, comer, beber e se divertir: tudo é possível num local só, ao alcance de uma caminhada.

A Pedra Branca não é apenas um empreendimento imobiliário, mas uma comunidade, inspirada com o olhar de desenvolvimento sustentável. Hoje, a Cidade Criativa Pedra Branca conta com mais de 12 mil moradores, oito mil trabalhadores e sete mil estudantes.

Confira mais depoimentos de quem escolheu a Pedra Branca para viver

Leia também

Estilo de vida de Mariah inspira: Saiba como é viver no bairro Pedra Branca

Buscando harmonia entre espaços e pessoas, bairro aposta no conceito de Novo Urbanismo

Do Sillicon Alley ao Brasil: Como a Warren pretende transformar o mercado de investimentos do país

Colunistas