nsc
dc

Troca de comando

Marcos Ghizoni assume o comando da Polícia Civil de SC e garante apoio a investigações

Novo nome foi confirmado pelo governo do Estado nesta segunda-feira (4) em meio a uma crise nos bastidores da corporação

04/10/2021 - 17h29 - Atualizada em: 05/10/2021 - 06h30

Compartilhe

Por Luana Amorim
Marcos Ghizoni
Marcos Ghizoni, delegado-geral da Polícia Civil em Santa Catarina
(Foto: )

Marcos Ghizoni é o novo delegado-geral da Polícia Civil em Santa Catarina em substituição a Laurito Akira Sato, que ficou duas semanas no cargo. Em coletiva na noite desta segunda-feira (4), em Florianópolis, Ghizoni negou possíveis interferências dentro da corporação e disse que a Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic) será sua prioridade.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Ghizoni assumiu o cargo em meio a especulações dentro do governo, principalmente pelo motivo da saída de Akira, que teria ocorrido após supostas interferencias nos trabalhos de investigações feitos pela corporação. Porém, durante o anúncio, o novo delegado-geral quis deixar claro que esse não foi o motivo.

— O delegado Akira saiu por motivos de foro íntimo relacionados a um problema de saúde. Ele ficará afastado durante 30 dias e depois retornará. Tenho planos [para Akira] tanto na delegacia-geral, junto comigo, ou na própria corregedoria — pontuou.

Já sobre a suposta interferência no trabalho da polícia, Ghizoni se limitou a dizer que se "houve alguma interferência, durante a investigação isso vai aparecer".

Ghizoni também disse que há cerca de um mês foi sondado por uma pessoa se ele gostaria de retornar para a Polícia Civil, mas que naquele momento ele não tinha interesse.

— Naquela época eu tinha um compromisso com a Alesc. Depois que eu encerrei esse compromisso, tomei a decisão de voltar como corregedor e depois com o convite como delegado-geral. Hoje foi o primeiro dia que eu conversei com o governador — explica.

Já sobre a atual crise na Polícia Civil, ele disse que "eventuais percalços são naturais no andar da sociedade e na consituição da Polícia Civil". 

Deic será prioridade

Esta é a segunda vez que Ghizoni assume a delegacia-geral de Santa Catarina. E, assim como na primeira, a prioridade durante a gestão será a Deic, conforme disse. Por conta disso, novos delegados devem ser lotados na divisão nos próximos dias.

Além disso, ele afirmou que já convidou os delegados que, nos últimos dias, deixaram cargos para retornarem às suas funções. Ghizoni também salienta que o governador deu "total aval para que ele pudesse tomar decisões".

— Se quiserem retornar e for do interesse deles, eles vão retornar. Na Deic, ainda vou avaliar uma eventual mudança — pontua.

Segunda troca de comando

Akira Sato exerceu a função de delegado-geral da Polícia Civil por 14 dias, após a saída do delegado Paulo Koerich do cargo. Antes, Sato comandava a Central de Plantão Policial (CPP), no bairro Trindade, em Florianópolis. Ele se pronunciou sobre o assunto pela assessoria do governo do Estado: "Desejo êxito ao delegado Ghizoni neste importante desafio de comandar a nossa Polícia Civil".

Em mensagem enviada no grupo do WhatsApp do colegiado do governo Carlos Moisés da Silva, ele também se despediu dos colegas com a seguinte mensagem: "Pessoal, despeço-me do grupo, desejando sucesso e torcendo por todos para uma Santa Catarina cada dia melhor. Fiquem com Deus e desde já peço desculpas por qualquer ato. Um grande abraço e continuem contando comigo nas fileiras". 

Leia também

WhatsApp, Instagram e Facebook começam a abrir com instabilidade após pane global

Veja os melhores memes sobre a queda do WhatsApp, Instagram e Facebook

Instagram, WhatsApp e Facebook pedem desculpa pela instabilidade no Twitter

Colunistas