O município de Angelina, na Grande Florianópolis, tem apenas oito unidades consumidoras com energia elétrica normal nesta quinta-feira (1º). Familiar de moradores afirma que as ruas de acesso à cidade estão bloqueadas por deslizamentos terra e árvores. Além disso, casas foram soterradas e ficaram sem luz e água tratada. Pelo menos 30 pessoas estão desabrigadas e 80 estão desalojadas, segundo relatório da Defesa Civil.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Pelo menos 2.049 unidades consumidoras estão sem luz desde a madrugada de quarta-feira. Os números são da Celesc e representam 99,6% dos moradores da cidade.

Segundo Washington Rocha Vilalba, que tem familiares em Angelina, os moradores da região apenas estão conseguindo se comunicar e utilizar aparelhos eletrônicos devido aos geradores em comércios da região. Por conta disso, não consegue contato com a família desde às 18h, horário em que os locais com geradores fecham.

–– Nesse momento mesmo, a gente já não consegue mais contato com ninguém, porque os comércios já fecharam e os pontos de acesso à internet só tinha nos comércios que tinham geradores. E agora a gente não consegue mais contato com ninguém –– relata Washington.

Continua depois da publicidade

Família perde tudo e vai para abrigo em SC: “Não tinha mais nada. Só nós e os cachorros”

As chuvas que atingem Santa Catarina desde sábado (26) fez vários barrancos da cidade caírem. Segundo a Defesa Civil, um abrigo foi montado na cidade. Durante todo o dia, o Corpo de Bombeiros Militar prestou atendimento aos chamados de moradores ilhados e em busca de ajuda. O órgão afirma que a principal dificuldade da prefeitura da região é a falta de maquinário e recursos humanos para atender a demanda de moradores afetados pela chuva.

Veja imagens da situação em Angelina

Casas foram soterradas por deslizamentos em Angelina (Foto: Betânia / Arquivo Pessoal)
Mais de 99% das casas ficaram sem energia elétrica, segundo a Celesc (Foto: Betânia / Arquivo Pessoal)
As vias de acesso à cidade estão bloqueadas por deslizamentos de terra e árvores (Foto: Betânia / Arquivo Pessoal)
Objetos pessoas dos moradores foram espalhados por toda cidade com as chuvas e inundações (Foto: Betânia / Arquivo Pessoal)

Leia também

Quem são as vítimas da tragédia com deslizamento de terra na BR-376

Santa Catarina decreta situação de emergência após seis dias de chuva intensa

Buscas por bombeiro desaparecido em Navegantes são suspensas

Destaques do NSC Total