Para os moradores da Praia Brava, em Itajaí, Litoral Norte de Santa Catarina, a onda de calor tem sido ainda mais difícil. Sem água nas torneiras há ao menos cinco dias, o refresco e as atividades diárias tem que ser feitas com água comprada no supermercado.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Itajaí e região por WhatsApp

Moradores do bairro afirmam que nem de madrugada a água chega. Dessa forma, nem quem tem caixa d’água consegue ter água. A situação é mais crítica na rua Olímpio Manoel Cabral.

Segundo o Serviço Municipal de Água, Saneamento Básico e Infraestrutura (Semasa), o alto consumo durante o final de semana causou baixa pressão em pontos de Itajaí e também de Navegantes, já que o sistema de abastecimento das duas cidades é o mesmo. Conforme a autarquia, a situação deveria ter sido normalizada nesta segunda-feira (12).

No entanto, locais mais altos, como na Praia Brava, ainda podem sofrer com falta de água, já que para a água chegar até lá, é necessária a ação de boosters, ou seja, bombas, que dependem de pressão na rede para serem acionados.

Continua depois da publicidade

Nestes locais mais altos, a expectativa é que a situação se normalize ao longo da semana. Na rua Olímpio Manoel Cabral, a equipe técnica do Semasa deve ir até o local verificar a situação, já que lá o abastecimento já deveria ter sito retomado.

Outra preocupação dos moradores é com a cobrança da fatura. Isso porque, segundo os moradores, o que tem passado pelos canos é ar, que faz girar o hidrômetro. Segundo o Semasa, no entanto, a leitura é feita sobre o consumo de água.

O Semasa atende 24 horas por dia pelo 0800 645 0195, pelo 115, no (47) 3344 9000 (fixo e WhatsApp), ou ainda pelo Telegram (47) 99261 3492.

Leia também

SC fica de fora da primeira remessa de vacinas contra a dengue

FOTOS: Como um fenômeno raro transformou paisagem em cidade do Litoral Catarinense

Destaques do NSC Total