nsc
dc

Tempo

Mortes, enchentes, comunidades isoladas: SC contabiliza prejuízo de chuvas após ciclone

Segundo a Defesa Civil, 121 municípios registraram estragos e 22 cidades decretaram situação de emergência

06/05/2022 - 14h29 - Atualizada em: 06/05/2022 - 21h26

Compartilhe

Catarina
Por Catarina Duarte
Em Tubarão, no Sul catarinense, ruas alagaram após chuvas
Em Tubarão, no Sul catarinense, ruas alagaram após chuvas
(Foto: )

Prejuízos incontáveis, comunidades isoladas e risco de novas enchentes são reflexos das chuvas que atingiram Santa Catarina nos últimos dias. Os temporais foram consequência da passagem de um ciclone extratropical. Segundo dados atualizados da Defesa Civil, divulgados no fim da tarde desta sexta-feira (6), 121 municípios registraram estragos e 22 cidades decretaram situação de emergência. Em Tubarão, no Sul do Estado, o rompimento de um dique nesta sexta gerou alerta para o risco de novas enchentes em dois bairros.

> Receba notícias do DC via Telegram

A prefeitura emitiu alerta para os moradores dos bairros Vila Esperança e São Martinho. O rompimento da barreira de contenção fez com que as águas do Rio Capivari extravasassem em direção a essas regiões.

O decreto que estabeleceu ponto facultativo para funcionamento do comércio e atividades não essenciais foi revogado no município. Nesta sexta, todos os serviços funcionam normalmente. As aulas da rede municipal, suspensas na quarta-feira (4), foram retomadas em algumas unidades.

Em Anitápolis, na Grande Florianópolis, a sexta-feira é de limpeza. Ainda há comunidades isoladas no município. O mesmo ocorre em Urubici, na Serra. Segundo a prefeitura, mais de 200 pessoas estão ilhadas, e quatro comunidades seguem sem energia elétrica devido aos temporais.

Dois óbitos ocorreram em São Joaquim, amigos foram encontrados em um carro que entrou em um rio em meio às chuvas. Em Urubici, que registrou a maior enchente em 26 anos, um homem tentou sair do carro que era levado pela enxurrada e foi encontrado morto em uma cerca de arame farpado.

> Ciclone causa prejuízo em 40% dos municípios de SC

Cidade do Vale chega ao terceiro dia de enchente

Rio do Sul, no Vale do Itajaí, chega ao terceiro dia de enchente. No município, mais de 2,6 mil pessoas foram afetadas pelos alagamentos. O nível do Rio Itajaí-Açu na cidade estava em 8,5 metros nesta manhã. Isso significa um metro e meio acima da medida considerada inundação no município.

Já em Blumenau, o nível do rio está em 5,93 metros — o que é considerado em atenção para a Defesa Civil. Houve registro de inundações, e o nível do rio chegou a 9,39 metros, depois houve estabilização e queda gradativa.

O fim de semana deve ser de tempo seco e sol em Santa Catarina. Segundo a Epagri/Ciram, órgão que monitora as condições climáticas no Estado, no sábado (7) e no domingo (8), as mínimas devem ser negativas e há condição de geada no Planalto Sul.

As temperaturas vão se elevar ao longo do dia e as tardes serão de sol em todas as regiões do Estado.

Leia também 

Chuva inunda prisões de Tubarão, detentos fogem e cinco seguem foragidos

Fotos mostram estragos causados pela chuva em SC

Famílias ficam desabrigadas e ponte cai durante passagem do ciclone em Florianópolis

Com trauma da enchente de 1974, moradores de Tubarão vivem tensão com a chuva

Colunistas