nsc
    dc

    maternidade

    Mulher dá à luz em ambulância dos bombeiros no Sul de SC: "Foi maravilhoso"

    Heloísa nasceu com 2,7 kg e deve receber alta junto com a mãe nesta sexta-feira (17)

    16/07/2020 - 09h40 - Atualizada em: 16/07/2020 - 09h45

    Compartilhe

    Lariane
    Por Lariane Cagnini
    parto
    Heloísa e Dara passam bem e devem passar o fim de semana em casa
    (Foto: )

    O nascimento de Heloísa, segunda filha de Dara Almeida do Nascimento, 21 anos, vai ficar marcado também na história do 4º Batalhão de Bombeiros Militar de Criciúma. A menina nasceu na madrugada de quarta-feira (15) na ambulância, a caminho do Hospital São Donato, em Içara.

    > Carlos Moisés: “É a vez dos municípios assumirem responsabilidade como eu assumi”

    - Para mim foi maravilhoso, uma experiência bem diferente, muito rápido - resumiu Dara.

    A família mora em Morro da Fumaça, município vizinho, e quando as dores apertaram o marido de Dara decidiu acionar o socorro. Dois bombeiros militares e dois bombeiros voluntários foram atender a ocorrência, mas Heloísa não quis esperar até chegar ao hospital. Ela nasceu às 4h22min, com 2.750 kg.

    - Colocamos a mãe na ambulância e pouco depois estourou a bolsa. Ela disse que não ia aguentar e então eu comuniquei que o parto seria no meio do deslocamento. Eu acalmei, fiz o procedimento, e aconteceu tudo naturalmente - detalha o soldado Hugo Matos Oliveira.

    > Quinze cidades do Sul catarinense vão adotar quarentena contra Covid-19

    Há seis anos como bombeiro militar, esse foi o primeiro parto realizado por ele. Passado o atendimento, a parte técnica fica de lado e da lugar à emoção e à sensação de dever cumprido.

    - Foi muito emocionante, gratificante. Em tempo de pandemia, as pessoas têm ficado desanimadas, desmotivadas, e essas acontecimentos, aquilo ali, faz a alegria da gente - conta o soldado.

    parto
    Bombeiros que auxiliaram no parto, com a bebê já no HSD
    (Foto: )

    A bebê nasceu com quase 35 semanas, mas passa bem e não precisou de incubadora ou tratamento intensivo. Heloísa e Dara devem ter alta nesta sexta-feira (18).

    Colunistas