nsc
santa

Momentos de terror

Mulher é abandonada acorrentada em árvore após ser assaltada no Vale do Itajaí

Motorista foi abordada enquanto saía de um cemitério em Ascurra, sendo deixada no limite com Indaial

24/07/2021 - 07h06 - Atualizada em: 24/07/2021 - 08h33

Compartilhe

Bianca
Por Bianca Bertoli
Mulher foi acorrentada depois de ouvir ameaças
Mulher foi acorrentada depois de ouvir ameaças
(Foto: )

Uma mulher de 60 anos foi abandonada acorrentada em uma árvore após ser vítima de assalto em Ascurra, no Médio Vale do Itajaí, nesta sexta-feira (23). Ela saía de um cemitério quando foi perseguida e abordada por um criminoso armado, que a obrigou a dirigir em direção ao litoral. Depois de momentos de terror, a condutora foi encontrada na mata por policiais militares, entre Indaial e Ascurra.

> Receba notícias de Blumenau e do Vale por WhatsApp

A PM foi acionada perto das 10h por conta de um carro abandonado Rua Marechal Deodoro da Fonseca, no limite entre Indaial e Ascurra. O Corsa estava atravessado na via, com a parte dianteira pendurada em um barranco.

Os agentes começaram a registrar a ocorrência como possível acidente de trânsito. Assim que o guincho retirou o carro, os policiais ouviram os gritos de socorro vindos do matagal. Foi neste momento que encontraram a mulher acorrentada pelas mãos a uma árvore.

Bastante nervosa, a vítima contou à PM que logo cedo, quando saía de carro do cemitério de Ascurra, um automóvel a seguiu até, em determinado momento, cortar a frente dela. Dois homens encapuzados entraram no Corsa e um deles, do banco de trás, ameaçou a motorista com uma arma.

Eles seguiram pela BR-470 até entrar na Ponte Pênsil Warnow, em Indaial. A mulher disse ter ouvido uma conversa por telefone entre os bandidos, que confirmaram à pessoa do outro lado da linha que já estavam com “a encomenda” e que precisavam pegar mais R$ 5 mil.

A dupla avisou à vítima que a acorrentaria ao veículo para atirá-lo na ribanceira, mas por algum motivo mudaram de ideia e a deixaram na mata. Eles levaram o celular, bolsa, documentos e R$ 800 da mulher.

A vítima foi ao hospital e depois à delegacia para que a Polícia Civil dê início às investigações. Nenhum suspeito foi encontrado.

Leia também

Secretário ameaça retirar R$ 200 milhões da BR-470: “Cavalo dado não se olha os dentes”

Blumenau doa cloroquina encalhada para outras cidades de Santa Catarina

Calendário de vacinação contra a Covid-19 em Blumenau impõe meta difícil de cumprir

Colunistas