nsc
an

Acidente

Mulher prensada por carro no bairro Vila Nova sai do coma em Joinville

Ela está internada desde o dia 11 de agosto, quando foi atropelada em frente a uma pizzaria

21/08/2018 - 05h02 - Atualizada em: 21/08/2018 - 07h33

Compartilhe

Por Redação NSC
Imagens mostram a mulher abrindo o porta-malas e o carro se aproximando
Imagens mostram a mulher abrindo o porta-malas e o carro se aproximando
(Foto: )

A mulher que foi prensada por um carro no bairro Vila Nova, na Zona Oeste de Joinville, saiu do estado de coma. Jussara de Fátima Vilanova, 37 anos, está internada desde 11 de agosto, dia em que foi atropelada em frente por um motorista que estaria embriagado, enquanto mexia no porta-malas do veículo.

Segundo o marido Douglas Rodrigo Belém, 31 anos, Jussara está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), do Hospital Dona Helena, e deve passar por cirurgia nesta terça-feira (21). Por causa do acidente, a mulher precisou ter a perna esquerda amputada e também deverá colocar platina e parafusos na perna direita.

"Eu tento ser forte, dar apoio e nunca vou abandonar ela", diz marido de Jussara após o acidente

Câmeras de segurança registram atropelamento

Mulher está na traseira do carro e o outro veículo pode ser visto na imagem
Mulher está na traseira do carro e o outro veículo pode ser visto na imagem
(Foto: )

O acidente aconteceu por volta das 19h20, em 11 de agosto, na rua Bento Torquato da Rocha. Câmeras de segurança do estabelecimento registraram o momento do atropelamento de Jussara. Nas imagens é possível ver o momento em que ela sai da pizzaria, abre o porta-malas do carro e outro veículo se aproxima. O motorista não freia a tempo e atinge a vítima.

O casal tem quatro filhos e no dia do atropelamento iriam buscar uma das filhas gêmeas, de 17 anos, que jogava paintball no Boa Vista. No meio do caminho, Jussara sugeriu passar na pizzaria, onde a outra filha de 17 anos trabalha, para receber o dinheiro que uma funcionária queria entregar a ela pela venda de produtos de beleza.

O motorista do outro carro, de 34 anos, foi preso em flagrante por lesão corporal culposa e direção de veículo sob o efeito de álcool ou outra substância. Ele prestou socorro após o acidente e liberado depois de pagar fiança de 20 salários mínimos. O homem teve o direito de dirigir suspenso por decisão da Justiça.

Leia também:

Fiança paga por motorista pode ir para família de mulher atropelada em Joinville

Cai número de inquéritos sobre acidentes no Judiciário de Joinville

Colunistas