nsc
dc

ÁUDIO

Você já ouviu uma música em 8D? O áudio multidimensional causa a sensação de movimento do som

30/09/2020 - 07h00

Compartilhe

Por Janaína Laurindo
O objetivo é que seja possível o sentir dos sons.
O objetivo é que seja possível o sentir dos sons.
(Foto: )

Músicas em 8D são áudios multidimensionais que utilizam técnicas de edição e efeitos para causar a sensação de que os sons estão sendo reproduzidos de diversas direções. Isso acontece por meio de técnicas de mixagem feitas nos canais originais da gravação. O objetivo é que seja possível o sentir dos sons.

A técnica foi desenvolvida pelo engenheiro argentino Hugo Zuccarelli na década de 1980, mas tem se tornado uma tendência em vídeos de 360 graus e jogos de realidade virtual. O áudio de imersão recentemente também chamou a atenção na canção Hallelujah, da banda Pentatonix, compartilhada em grupos de WhatsApp, onde os sons das vozes parecem vir de diversos lados.

É possível encontrar áudios em 8D em vários canais do Youtube e também em outros canais de streaming. A banda inglesa Pink Floyd foi a pioneira em utilizar a técnica 8D, em 1983 lançou um álbum chamado The Final Cut, em parceria com Zuccarelli. Atualmente, a cantora e compositora estadunidense Billie Eilish, utiliza uma evolução do som, músicas em 24D.

> Leia também: Grammy Latino: confira a lista dos indicados nas principais categorias de 2020

Para escutar os sons em 8D é necessário o uso de fones de ouvido, pois eles reproduzem os sons com maior detalhe e assim é possível identificar o movimento do som. Mas não é necessário nenhum investimento em equipamento, fones comum são o suficiente para o sentir dos sons.

Faça o teste! Coloque o fone... ouça... sinta:

 

Leia também:

​> Champanhe, espumante ou frisante: entenda a diferença entre as bebidas

> Quais alimentos podem ajudar a regular o nível do colesterol

> Infográfico mostra como o coronavírus age no corpo humano

Colunistas