nsc
    santa

    Eleições 2020

    "Não sou candidato a nada em 2022", afirma Mário Hildebrandt, prefeito reeleito de Blumenau

    Em entrevista exclusiva ao Santa, prefeito enalteceu o resultado e garantiu que não tem ambições políticas para as próximas eleições

    29/11/2020 - 20h01 - Atualizada em: 30/11/2020 - 11h01

    Compartilhe

    Augusto
    Por Augusto Ittner
    Hildebrandt comemora reeleição à prefeitura de Blumenau.
    Hildebrandt comemora reeleição à prefeitura de Blumenau.
    (Foto: )

    Reeleito na noite deste domingo (29) com 72,1% dos votos válidos, Mário Hildebrandt garantiu que governará Blumenau pelos próximos quatro anos e não tem ambições políticas para 2022. A afirmação foi dada durante entrevista exclusiva concedida ao Santa depois que os números confirmaram a vitória do candidato do Podemos sobre João Paulo Kleinübing (DEM).

    — O que vai imperar nos próximos quatro anos é o impera desde o primeiro dia em que assumi a prefeitura: responsabilidade. Responsabilidade com a vida das pessoas. A eleição acabou às 17h. Agora eu tenho a responsabilidade com todo morador de Blumenau e pelos próximos quatro anos. Repito: quatro anos. Não sou candidato a nada em 2022, sou candidato apenas ao coração do morador de Blumenau até 2024 — afirma Hildebrandt.

    > Receba notícias de Blumenau e do Vale por WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do Santa

    Mário Hildebrandt também admitiu que, agora, precisa tirar alguns dias de folga para cuidar de saúde. Depois de passar mal durante o debate da NDTV no último dia 21, o prefeito passou por uma bateria de exames e foi orientado e ficar em repouso — o que, inclusive, motivou a ausência dele na sabatina do Santa e no debate da NSC TV.

    — Tenho amanhã uma consulta, alguns exames. O entendimento do meu médico é de estresse, porque desde o dia 17 de março eu não tirei um dia de folga, nem meus pais, até pela Covid-19, fui visitar. Trabalhei intensamente nos cuidados a Blumenau, e aí a campanha se somou a tudo isso, às obras, aos desafios de pai, de marido... A tendência é que eu tire a partir de quarta-feira até domingo de folga. Ficar em casa, assistir série, ver um filme, fazer coisas diferentes, namorar minha esposa, beijar minhas filhas, é isso que minha família merece.

    Sobre a pandemia do novo coronavírus e os desafios, Hildebrandt disse que não existem diferenças sobre a gestão da saúde antes e depois da disputa com Kleinübing.

    — Não pode haver uma gestão da pandemia antes e outra depois da eleição. Temos que manter o mesmo perfil e modelo de trabalho. Cuidar das pessoas. Amanhã [segunda-feira, dia 30] começa o modelo de testagem para a pessoa sair com o resultado em 30 minutos. Vamos ampliar ainda mais testagem em Blumenau — ressalta Hildebrandt, ao se referir sobre o teste antígeno, que passará a ser utilizado nas unidades de saúde públicas da cidade.

    Hildebrandt foi eleito neste domingo com 72,1% dos votos válidos — confiança de 108.591 eleitores. O adversário, João Paulo Kleinübing (DEM), teve 27,9% dos votos — 42.026. O resultado confirma a tendência das pesquisas que haviam sido divulgadas pelo Santa e pela NSC Comunicação durante a última semana.

    Colunistas