nsc
    an

    Pandemia

    Norte de SC é a região com maior ocupação dos leitos públicos de UTI para Covid-19

    Hospitais de Canoinhas, Mafra, Porto União, Rio Negrinho e uma unidade de Joinville estão sem vagas

    22/01/2021 - 11h18 - Atualizada em: 22/01/2021 - 11h29

    Compartilhe

    Hassan
    Por Hassan Farias
    Leito de UTI exclusivo para pacientes com Covid-19
    Leito de UTI exclusivo para pacientes com Covid-19
    (Foto: )

    ​O Norte de Santa Catarina é a região com maior ocupação dos leitos públicos e exclusivos para Covid-19 em todo o Estado. Os dados atualizados na noite da última quinta-feira (21) mostram que 94% das vagas estão ocupadas por pacientes diagnosticados com coronavírus ou que aguardam pelo resultado dos exames.

    > Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui

    A região tem nove hospitais públicos com leitos exclusivos para Covid-19, sendo que cinco estão com 100% de ocupação: Regional (Joinville), Sagrada Família (Rio Negrinho), São Vicente de Paulo (Mafra), Santa Cruz (Canoinhas) e São Brás (Porto União). Somados, eles têm 50 pacientes internados com coronavírus.

    Apenas duas unidades de Joinville e outras duas de Jaraguá do Sul ainda têm vagas desocupadas em toda a região Norte do Estado. Na maior cidade catarinense, quatro das 37 vagas do São José estão disponíveis, enquanto no Hospital Bethesda há apenas um dos 18 leitos sem pacientes.

    Já em Jaraguá do Sul, há um leito livre dos sete existentes no Hospital e Maternidade Jaraguá e outro desocupado entre os dez mantidos exclusivamente para Covid-19 no Hospital São José.

    > Joinville tem dois bairros com mais de 100 casos ativos de coronavírus

    Ocupação dos leitos públicos de UTI por região:

    - Planalto Norte e Nordeste - 94,26%

    - Grande Oeste - 84,29%

    - Foz do Rio Itajaí - 73%

    - Meio Oeste e Serra Catarinense - 70%

    - Grande Florianópolis - 61,16%

    - Vale do Itajaí - 58,11%

    - Sul - 50,50%

    > Vacinação da Covid-19 em Joinville: entenda como acontece a imunização

    Ampliação de leitos em Joinville

    Atualmente, Joinville conta com 73 leitos de UTI em hospitais públicos e outros 61 leitos em hospitais privados. A estratégia da Secretaria da Saúde é aumentar a oferta para conseguir atender a demanda, caso continue a crescer.

    - Desde meados de novembro nós temos uma ocupação de UTI alta, por mais leitos que vamos abrindo nas redes pública e privada. Agora, nesta semana, estamos recebendo a carga de internação dos casos ativos gerados pelo réveillon - explica o secretário da saúde Jean Rodrigues da Silva.

    O objetivo inicial era abrir oito novo leitos de UTI do Hospital Regional Hans Dieter Schmidt, que hoje conta com 20 destinados exclusivamente para Covid-19. Seriam contratados profissionais pela prefeitura, mas o município enfrenta dificuldades para encontrar médicos pelo processo seletivo, o que deve atrasar a abertura das novas vagas.

    Com isso, a estratégia é ampliar a capacidade dentro do Complexo do Hospital Municipal São José, que atualmente tem 35 leitos de UTI para Covid-19. No início do ano, o secretário Jean Rodrigues afirmou que o planejamento prevê a abertura de 14 novas vagas ainda em janeiro.

    Leia também:

    > Idosos de lares para terceira idade começam a ser vacinados em Joinville

    > "Emoção de saber que a gente pode por fim a essa pandemia", comemorou primeira vacinada de Joinville

    > Enfermeira de Joinville recebe vacina contra coronavírus no dia do aniversário

    Colunistas