nsc
dc

Um ano depois

O que aconteceu com empresas investigadas na CPI da Covid

De 27 de abril a 26 de outubro do ano passado, 67 sessões foram feitas; maioria foi dedicada a depoimentos de investigados e testemunhas

27/04/2022 - 07h43

Compartilhe

Metrópoles
Por Metrópoles
CPI da Covid
Sessões ocorreram de 27 de abril a 26 de outubro do ano passado
(Foto: )

Há um ano, em 27 de abril de 2021, quando o país somava 400 mil mortos pela Covid-19, o Senado Federal instalou uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) destinada a investigar a gestão do presidente Jair Bolsonaro (PL) no enfrentamento da pandemia.

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

O colegiado se notabilizou pelo apelo nacional, inflado pelos embates acalorados de senadores governistas e oposicionistas, e pelos indícios de irregularidades levantados.

> Momentos marcantes da CPI da Covid tiveram relação com SC; relembre

No período em que esteve ativa, de 27 de abril a 26 de outubro do ano passado, a CPI da Covid realizou 67 sessões, das quais 66 foram dedicadas a depoimentos de investigados e testemunhas. Em números, ao todo, foram quase 22,2 mil minutos de transmissão, 251 quebras de sigilo, 1.582 requerimentos apresentados e 1.062 aprovados, que resultaram na apuração formal e sugestão de indiciamento de 78 pessoas e duas empresas. 

Leia mais no Metrópoles, parceiro do NSC Total.

Leia também   

Mega acumula e prêmio vai a R$ 40 mi; veja dezenas sorteadas

Parecer de relator do ICMS deve ser favorável a projeto de Moisés

Mulher é indiciada por agredir e matar sobrinho no Oeste de SC

Colunistas