Blumenau está em situação de emergência por conta da dengue. O decreto assinado pelo prefeito Mário Hildebrandt traz autorização para algumas medidas de enfrentamento que já estão em vigor e devem permanecer por pelo menos seis meses.

Continua depois da publicidade

Mas o que isso muda na prática? A gente explica:

> Clique aqui e receba notícias do Vale do Itajaí pelo WhatsApp

A cidade vive uma infestação sem precedentes do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, febre amarela, zika e chikungunya. Do começo do ano até o momento, foram 351 casos confirmados da doença e 2.013 focos encontrados. Números recordes na história do município, o que resultou em uma força-tarefa na prefeitura.

Com a “situação anormal”, como descreve o decreto publicado na semana passada, Blumenau pode contratar profissionais sem a necessidade de processo seletivo público simplificado. A prefeitura já anunciou a admissão de 50 novos agentes de endemias para ampliar os trabalhos diários de orientação e fiscalização.

Continua depois da publicidade

O decreto também permite a dispensa de licitação para aquisição de bens e serviços destinados ao combate, porém dentro do prazo de seis meses. As visitas a imóveis públicos e privados estão sendo intensificadas. 

É permitida, também, a entrada forçada nesses lugares que estiverem abandonados ou que haja negativa do dono, desde que o acesso se mostre essencial para a contenção da doença. Os agentes podem pedir apoio à polícia para a ação.

Há locais mais críticos em Blumenau, como a região da Escola Agrícola, que concentra mais de 70% dos moradores contaminados. Nesse bairro, o “dia D”, no sábado (23), será mais expressivo. As equipes reforçarão as ações nas ruas, com visitas a casas e limpezas.

Combate à dengue em Blumenau

Na última semana, a prefeitura ativou a “Sala de Situação”, usada para planejamento e gerenciamento de ações de combate à dengue com apoio de todas as secretarias municipais e reuniões semanais.

Continua depois da publicidade

Além das tradicionais visitas a casas e terrenos que apresentam risco de focos, ações educativas estão sendo planejadas nas unidades de ensino, com a entrega de folders às crianças e orientações nas salas de aula. Diretores de escolas municipais, estaduais e privadas passaram por um treinamento nos últimos dias para estruturarem a ideia.

No trabalho nas ruas, os agentes recolhem o lixo acumulado por moradores, fazem as visitas, reforçam os cuidados necessários e pulverizam inseticida em alguns casos.

Bairros infestados

Dos 35 bairros de Blumenau, 17 são considerados infestados pelo mosquito. Entre os descuidos mais comuns estão os de deixar acumular água em vasos de plantas, bromélias e no lixo. 

Como já há mosquitos contaminados circulando pela cidade, a melhor forma de combatê-los é não os deixando nascer. Para isso, atitudes simples são essenciais.

Continua depois da publicidade

> Dengue: conheça os sintomas da doença perigosa

Quem adoece por conta da dengue e precisa de hospitalização deve ser encaminhado ao Hospital Misericórdia, que será referência no assunto. Conforme a última atualização, havia 23 moradores internados com suspeita de dengue, dois deles em UTIs. 

Contratação de agentes

A prefeitura irá contratar mais 50 agentes de combate às endemias. Para isso, foram convocados os últimos 13 candidatos aprovados no processo seletivo para o cargo. Eles devem comparecer ao RH na quarta-feira, dia 13, às 10h, para escolha de vagas.

No mesmo dia, ocorrerá uma chamada pública para o preenchimento de outras 37 vagas. O vencimento para 40 horas semanais é de R$ 1.530,48, com direito a vale alimentação e vale transporte. O edital está publicado neste site.

A seleção ocorrerá das 8h às 12h, também no RH. Podem se candidatar pessoas com Ensino Médio completo e os interessados deverão comparecer munidos da documentação exigida em edital. O resultado será publicado no dia 14, com imediata convocação dos aprovados para o dia 18 de abril, para a escolha de vagas.

Continua depois da publicidade

Entenda sobre a epidemia de dengue

Leia também

> Família de Balneário Camboriú ganha mais de R$ 273 mil no “Domingão com Huck”

> Médicos dizem que caso do ex-BBB Rodrigo Mussi é ‘um milagre’, afirma família

Destaques do NSC Total