Cada vez mais pessoas começam a praticar exercícios regularmente. Por isso, formas das mais diversas para conseguir energia estão ganhando espaço. Desse modo, a Palatinose, um açúcar de baixo índice glicêmico, está ganhando espaço no mercado de suplementos esportivos. Principalmente para quem faz esportes de longa duração. 

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do Hora no Google Notícias

Porém, você sabe o que é a palatinose, como consumir e quais os efeitos deste açúcar no corpo humano? Fique ligado e decida se esse investimento vale a pena para você.

O que é a palatinose?

Antes de mais nada, a palatinose, ou isomaltulose  é um açúcar oriundo da beterraba e que é muito comum na Europa. De acordo com o Uol, o diferencial está no processo enzimático, que traz uma substância com o mesmo número de calorias mas um índice glicêmico (IG) menor. De antemão, o IG da palatinose é 30, enquanto o da sacarose, que é o açúcar de mesa, é de 100.

Portanto, o carboidrato da beterraba diminui os picos de insulina, hormônio que é transformado em gordura e que dá vontade de comer quando ele cai.

Continua depois da publicidade

Como a palatinose funciona no corpo?

Ao contrário da sacarose, a palatinose é absorvida mais lentamente pelo intestino. Gerando mais energia ao longo do tempo. Assim como os outros carboidratos, a substância serve como combustível para os exercícios físicos. De acordo com o Vivabem, do portal UOL, esse açúcar não é recomendado para quem faz exercícios de força como musculação, já que esse tipo de treino exige opções mais nutritivas

Entretanto, para atletas que praticam esporte de longa duração, esse carboidrato é bastante recomendado. De acordo com o site Nutritional Outlook, a palatinose auxiliou um grupo de ciclistas a ter uma melhor performance em um percurso de 90 minutos. Os atletas ingeriram o açúcar antes de começar e tiveram mais energia no final do trajeto em comparação com quem não tomou. 

Quanto consumir de palatinose?

De acordo com o Vivabem, o recomendado é 15g de palatinose para quem busca condicionamento físico e 30 g do açúcar para quem é atleta de alta performance.

Continua depois da publicidade

Quando consumir a palatinose?

Assim como foi feito no estudo citado pela Nutritional Outlook, a palatinose precisa ser consumida como pré-treino. Isto pois sua digestão é lenta e precisa começar um pouco antes do exercício em si.  Normalmente, não é recomendado que o atleta use durante o treino, já que a digestão lenta pode afetar o desempenho de quem está praticando.

Como ingerir a palatinose?

Existem várias formas para se consumir esse carboidrato. De antemão, o recomendado é consumir misturada com outras bebidas como água, suco, água de coco ou até whey protein.

Além disso, alguns nutricionistas sugerem colocar a palatinose em doses menores com outros carboidratos.

Palatinose tem efeitos colaterais?

Sim, segundo o Vivabem do UOL, uma dose de mais de 50g de palatinose pode gerar diarreia. Isto pois o açúcar tem como característica trazer mais água pro intestino. Outro ponto importante é que o carboidrato pode causar enjoo, justamente pela digestão mais devagar. Portanto, é importante iniciar o consumo nos períodos de treino, evitando desconforto nas provas. 

Continua depois da publicidade

Leia também

O que acontece no organismo quando ingerimos álcool

O que acontece com o corpo quando tomamos refrigerante

Destaques do NSC Total