nsc
dc

Proteção

O que se sabe sobre a terceira dose ou reforço da vacina contra Covid em SC

Início da imunização depende da chegada de doses, que devem ser divididas entre reforço e imunização de adolescentes

27/08/2021 - 06h00 - Atualizada em: 27/08/2021 - 06h55

Compartilhe

Jean
Por Jean Laurindo
Início da aplicação das doses de reforço dependerá da chegada das vacinas para esse público enviadas pelo Ministério da Saúde
Início da aplicação das doses de reforço dependerá da chegada das vacinas para esse público enviadas pelo Ministério da Saúde
(Foto: )

Os anúncios de aplicação da terceira dose, ou dose de reforço, da vacina contra a Covid confirmam uma nova etapa da campanha de vacinação, iniciada no país em 17 de janeiro. Com 81% da população adulta vacinada com a primeira dose, segundo o Monitor da Vacina da NSC, SC se prepara para a vacinação de adolescentes, de 12 a 17 anos, e também para a aplicação de doses extras a idosos com mais de 70 anos e pacientes imunossuprimidos.

As diferenças entre as vacinas da Pfizer, Astrazeneca e Coronavac

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

No começo da semana, o governo de SC anunciou o início da vacinação com a terceira dose, ou dose de reforço, para idosos com mais de 70 anos a partir de 1º de setembro. A data marcaria também o início da aplicação das primeiras doses a adolescentes.

Nesta quarta-feira (25), o Ministério da Saúde anunciou o início desta etapa da dose de reforço para 15 de setembro. O comunicado também incluiu na lista da dose extra os pacientes imunossuprimidos - que têm comprometimento da imunidade.

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive-SC) informou que a definição sobre a data em que a imunização com terceira dose realmente vai iniciar em SC depende do envio de doses para esses públicos por parte do Ministério da Saúde.

Uma nota técnica da Dive deve ser divulgada com detalhes de como será a dinâmica para aplicação da terceira dose. A tendência é de que a vacinação comece com o grupo de idosos com mais de 85 anos e avance gradativamente, mas o ritmo vai depender da quantidade de doses recebidas pelo Estado.

Em Blumenau e Joinville, as prefeituras informaram que ainda aguardam a definição dos detalhes da terceira dose, e também da vacinação para adolescentes, por parte do Estado. 

A decisão de oferecer uma dose de reforço aos idosos em SC se baseou no aumento proporcional de internações de pessoas acima de 70 anos e também no risco de contágio pela variante Delta, que já causou nova onda de casos em outros países.

Teve reação à vacina da Covid-19? Saiba o que fazer

Terceira dose ou reforço da vacina da Covid em SC

- A vacinação com a dose de reforço será destinada a idosos acima de 70 anos, que tenham tomado a segunda dose ou dose única há mais de seis meses.

- O público será dividido em grupos, como ocorreu nas primeiras etapas da campanha de vacinação no país. Primeiro, os idosos com mais de 85 anos, em seguida com idade entre 80 e 84, até chegar à faixa etária de 70 a 74 anos.

- A preferência será por aplicar uma vacina diferente da utilizada pela pessoa nas duas primeiras doses. No anúncio, o Ministério da Saúde afirmou que o reforço da vacinação seria dado com doses da Pfizer, mas que também podem ser utilizados os imunizantes da Janssen e da Astrazeneca. A decisão se baseia em estudos que mostram aumento da eficácia quando há a chamada intercambialidade de vacinas – uso de vacinas de fabricantes diferentes.

- A vacinação com terceira dose ou reforço em SC deve começar após o envio de doses pelo Ministério da Saúde ao Estado, o que deve ocorrer somente a partir de 15 de setembro, segundo o anúncio feito nesta quarta. Até essa data, a expectativa é de que a vacinação de maiores de 18 anos esteja concluída no Estado;

- A partir daí, 50% das novas doses que chegarem a SC devem ser destinadas aos idosos e os outros 50%, aos adolescentes de 12 a 17 anos;

- Sobre os imunossuprimidos, o reforço poderá ser aplicado 28 dias após a aplicação da segunda dose, ou dose única.

Leia também

Terceira dose da vacina contra Covid-19: o que você precisa saber

Chapecó confirma mortes de duas crianças por Covid após 6 meses de investigação

Pfizer anuncia acordo com empresa brasileira para produção de vacina da Covid

Colunistas